• Postado por Tiago

O barco pesqueiro Estrela do Mar IV que pertence a empresa Pesqueira Oceânica de Florianópolis, naufragou na madrugada de sábado, com 17 tripulantes a bordo. Dez conseguiram se salvar pulando num bote salva-vidas e outros sete estão desaparecidos. O capitão-de-mar-e-guerra da capitania dos portos do Espírito Santo, Paulo Bessa, explicou que a capitania foi procurada domingo, por um representante da empresa da Santa & Bela, pra ajudar nas buscas.

O barco tinha saído do terminal da Praia de Suá, em Vitória, sexta-feira. O acidente rolou no litoral de Itaúnas, balneário de Conceição da Barra, norte do Espírito Santos. Entre os tripulantes, 14 eram de Santa Catarina, uma do Rio de Janeiro e dois do Espírito Santos. Os tripulantes que chegaram à terra contaram que foram surpreendidos por uma tormenta que virou o barco.

Os pescadores caíram no mar e ficaram agarrados nos objetos que tavam flutuando como botijões de gás, até conseguir inflar o bote salva-vidas. Eles remaram até o litoral baiano, onde foram resgatados por pescadores da região entre as cidades de Mucuri e Nova Viçosa.

Os tripulantes resgatados estão abrigados na residência de pescadores e devem chegar a Vitória hoje. Dois helicópteros trabalham nas buscas, sendo um do Espírito Santo e outro de grande porte do Rio de Janeiro, que trabalha com mergulhador, pra fazer buscas no mar. De acordo com informações prestadas pelo representante da empresa ao capitão-de-mar-e-guerra, as embarcações Estrela do Mar II e III, que também pertencem à empresa foram deslocadas para o local do acidente. Os mestres desses barcos seriam irmãos do mestre do barco que virou. O navio patrulha Guarajá também foi acionadopara ajudar nas buscas.

  •  

Deixe uma Resposta