• Postado por Tiago

A contadora V.L.S., 30 anos, tá tiririca com o pessoal do programa de Combate à Dengue de Camboriú. Ela diz que telefonou pra fazer uma denúncia e o atendente sequer quis anotar o recado. “Falou que não podiam fazer nada. Que tipo de funcionário público é esse, que não pode anotar nem um endereço ou telefone?”, reclama.

A preocupação é com uma oficina mecânica da rua Monte Açu, no bairro Monte Alegre. “Tem um depósito e ferro-velho ali, que pode estar proliferando mosquito da dengue.”, alerta V..

Liga na ouvidoria

Márcio Rosa, secretário de Obras, acredita que a leitora ligou à tarde. “Só são feitos os atendimentos no período da manhã. À tarde quem atende é o vigia, que realmente não é orientado a anotar recados”, disse.

O secretário explica que pra fazer denúncias como essa, fora do expediente, o certo é ligar pra ouvidoria do município, no 0800-956445. “A informação é verificada assim que chega pra nós”, garante.

  •  

Deixe uma Resposta