• Postado por Tiago

O delegado Procópio Batista da Silveira Neto, de Rio Negrinho, entrega em duas semanas à dona justa o resultado das investigações sobre desvios de donativos que deviam servir pra ajudar o povão atingido pelas enchentes no vale do Itajaí, mas foram parar em brechós no norte da Santa & Bela. A falcatrua foi descoberta em maio, quando o serralheiro Ismael Ratzkob, 37 anos, foi preso por passar as doações pra frente por R$ 1 a peça. Com ele, foram guentadas mais de 300 mil mudas de roupas e pares de calçados.

O dotô tá analisando todos os papélis e depoimentos que juntou pra dizer quem vai ser indiciado pelos crimes, que vão de peculato, que é aproveitar-se do cargo que ocupa pra tirar vantagem, até formação de quadrilha. Mas, a princípio, não devem rolar novos pedinchos de prisões. Até mesmo o serralheiro, que se aproveitou da sacanagem, tá em liberdade. Como sua prisão era provisória, ele foi liberado assim que prestou todos os esclarecimentos. Agora, a responsa de colocar ou não os safados atrás das grades vai ficar a cargo da dona justa.

  •  

Deixe uma Resposta