• Postado por Tiago

DIARINHO foi até o local indicado pelo leitor e clicou o flagra

Barnabés da secretaria de Obras de Balneário Camboriú passaram boa parte da tarde de ontem limpando um terrenão particular, que tá à venda. Até uma maquininha trepadeira, daquelas que sobem em qualquer lugar, foi usada na limpeza. O secretário de obras da city disse que o servicinho foi feito digrátis, porque o povão joga entulho pelaí e a culpa não é do dono da área.

A sacanagem foi dedurada por um leitor que passou em frente ao terreno, que fica na rua 1500, pertinho da marginal Leste, no início da tarde. Ele pediu para não ter o nome divulgado porque tem medo de represálias. Para ele, que paga seus impostos em dia e quando precisa de um serviço particular tem que tirar dinheiro do bolso, acredita que o trampo da 1500 não deveria estar sendo feito por barnabés. ?Não pode usar maquinário público pra fazer serviço particular?, lascou.

O DIARINHO deu um bizu na área e confirmou que a peãozada tava mesmo fazendo o serviço.

Não é culpa do dono

O secretário de obras, Valmir Pereira, disse que mandou os barnabés limparem o terreno pra deixar a cidade limpinha. ?Não se sabe quem joga entulho. Se a gente conseguisse identificar, multaria. O problema é que vira uma bola de neve e a culpa não é do proprietário?, justifica.

Questionado sobre a lei municipal que obriga os terrenos baldios a estarem cercados, justamente pra evitar que virem lixões a céu aberto, o secretário tira o dele da reta. ?Quem fiscaliza essa questão é o planejamento. Minha obrigação é deixar a cidade limpa?, lascou.

Claudir Maciel, mandachuva da secretaria de planejamento, disse que os fiscais têm aliviado o pessoal que não cumpre a lei. ?Temos evitado aplicar multas porque a carga tributária do município é muito alta?, argumentou.

Ele comentou que a lei permite que a prefa cobre pela limpeza do terreno, mas o valor ainda não tá definido. ?Em alguns casos, quando a situação fica muito complicada, a prefeitura acaba intervindo pra deixar a cidade mais bonita?, disse.

  •  

Deixe uma Resposta