• Postado por Tiago

SEGUNDA-PAGINA-14---r---igreja-barulhenta---foto-chuck_norris01

Berreiro é tanto que o pessoal não consegue nem ver a novela das oito

Uma igreja evangélica na rua Hélio Doaut de Menezes, no São João, em Itajaí, tá deixando os moradores de cabelo em pé. Isso porque o pessoal da Assembleia de Deus – convenção de Goiás – não tá nem aí pra barulheira que rola solta durante os cantos e sessões de descarrego.

A dona de casa S.V.C., 29 anos, diz que até uma bateria é usada pela bandinha que toca na igreja, atormentando ainda mais a vizinhança. ?É uma área residencial, eles deveriam ter ao menos um isolamento acústico. O barulho é tanto que não se pode conversar nem ver televisão?, esbravejou a moradora, garantindo que não consegue assistir mais a novela por causa da gritaria.

Ela conta que chega a se assustar algumas vezes com os gritos, que são mais frequentes nas noites de domingo. ?Eles maneiram no meio da semana, mas chega domingo é um caos. Fazem milagres, tiram o diabo das pessoas e até falam umas línguas estranhas?, lascou.

Poluição sonora

Anderson Furlan, responsável pelo setor de denúncias da Famai, disse que as reclamações contra o excesso de barulho nas igrejas são constantes, mas até então não tinha registrado nada contra a Assembleia de Deus. Ele garantiu que uma vistoria será feita no local, pra ver se está tudo nos conformes.

O bagrão diz que o volume máximo permitido varia em cada localidade e tipo de estabelecimento, mas naquela região, a igreja não pode ultrapassar os 50 decibéis.

O primeiro passo, pra saber se igreja tá fora dos padrões, é uma vistoria no local com um decibelímetro ? aparelho que mede o volume e a intensidade dos sons. Os fiscais aproveitam também pra checar se a documentação da igreja tá em ordem. Caso seja confirmado o excesso de barulho, o responsável recebe uma notificação com orientações sobre o que deve ser feito e um prazo, geralmente, de cinco dias pra cumpri-las. Quando os fiscais retornam, se os problemas persistirem, aí uma multa mínima de 500 reales é lascada no lombo do pastor ou de quem responder pela igreja.

Incomunicável

O DIARINHO tentou o contato com alguém da igreja, mas os cultos só rolam às quartas, sextas e domingos. Davi Peixer, da direção municipal da Assembleia de Deus, disse que a tal igreja não faz parte da convenção peixeira, mas uma orientação é repassada a todas as igrejas pra que façam menos barulho e não incomodem o povão.

  •  

Deixe uma Resposta