• Postado por Tiago

O desempenho das equipes júnior e juvenil do Marcílio Dias, na disputa do campeonato Catarinense 2009, é um reflexo de como a base é encarada pela administração do clube: os dois times amargam a lanterna em suas respectivas categorias. A falta de grana e investimento até criou um boato em Itajaí. De que o responsável pela categoria de base, Abelardo Lunardelli pretendia abandonar a barcaça. O cartola falou com o DIARINHO e explicou a situação.

Lunardelli garantiu que, mesmo com a corda no pescoço, estes boatos não procedem. “Estou firme e forte no comando da base. Não pretendo sair, não”, decretou. Mas o cartola confirmou que o ano de 2009 pra molecada tá indo de mal a pior. “O clube tem dificuldades financeiras e a base acompanha este mesmo ritmo. As dificuldades da base são iguais às do time profissional, claro, salvando as proporções”, contou.

Abelardo disse ainda que foi feito antes de sua posse, no ano passado, um planejamento pra todo o ano de 2009, mas que as coisas não andaram como o esperado. “Não conseguimos chegar àquilo que imaginávamos. Vamos ter que reduzir o ritmo de tudo”. E esse “tudo” a que ele se refere diz respeito à quantidade de trabalho nos treinos e salários dos profissionais que trabalham com a base, com o objetivo de não fechar o ano com dívidas.

Novas metas

Como 2009 não deve render mais nada pra base, entre os marujinhos já se fala em 2010. “Começamos agora a planejar o próximo ano. Esperamos que o momento melhore pra termos mais condições de trabalho pra comissão técnica e jogadores no ano que vem”, finalizou.

  •  

Deixe uma Resposta