• Postado por Tiago

CAPA-BASE-g---oab---tullo-cavallazzi-filho-foto-divulgacao-10nov09

Tulinho quer entender por que o atual presidente foge do debate

Um debate organizado pela associação Catarinense de Imprensa (ACI), que rolou ontem pela manhã na assembleia Legislativa, mostrou que o clima tá pesado entre os candidatos à presidência da OAB da Santa & Bela. Muita falação e bate-boca marcaram o encontro que acabou rolando somente com dois dos três candidatos.

O motivo do enrosca foi a ausência do candidato à reeleição, Paulo Borba, ao debate. Pelas regras estabelecidas entre a ACI e as chapas, somente os candidatos à presidência poderiam participar do encontro. Com a desculpa de que tava cheio de compromissos, Borba mandou em seu lugar o vice, Márcio Vicari, que foi impedido de participar do conversê.

Mesmo tendo implorado a participação no debate, Vicari não teve alternativa a não ser ir embora e deixar que os candidatos Marcus Antônio da Silva, da chapa ?Oposição de Respeito?, e Tullo Cavallazzi Filho, da chapa ?Nova Ordem?, participassem do debate que foi transmitido pra todo o estado pela TV-AL. ?O que aconteceu é deplorável. Nunca imaginei que uma associação de imprensa impedisse alguém de falar. Isso não é um debate. É um bate. Eles querem falar sozinhos e dizer aquilo que eles acham que é o certo e tentar fazer com que isso se torne verdade?, dispro vice.

O representante da ACI no evento, Osmar Schindwein, revidou. ?As regras eram claras e foram combinadas com os candidatos e por isso só participaram os dois candidatos a presidente. O debate era somente com os presidentes?, diz.

De acordo com Tullinho Cavallazzi, regras são regras. ?Sugeri que fosse postergado o horário pra que o Paulo Borba pudesse participar do debate. Mas não foi possível. Infelizmente, parece que eles estão com medo de discutir alguns assuntos conosco. Gostaríamos de fazer algumas perguntas em alto nível, mas não tivemos oportunidade?, intica.

O candidato Marcão, de Brusque, não entende por que esse medo do atual presidente em participar do debate. ?O presidente tanto luta para ficar, porém tolhe o direito à legitimação do processo que ocorre pelo debate. O processo não é só ir às urnas e depositar um voto. O processo deve ser rico em discussões, propostas e na apresentação das diferenças entre o pensamento de um e de outro?, acredita.

Caroço no angu!

O provável motivo pro atual presidente ter mandado o vice ao debate de ontem pode estar ligado aos problemas com as finanças da OAB. A chapa ?Nova Ordem? divulga na internet que a OAB catarinense tem uma das mensalidades mais caras do país. Levanta ainda suspeita de que os números dos balancetes teriam sido forjados pra disfarçar um rombo nas contas da organização.

De acordo com o pessoal da chapa, há seis anos as prestações de contas da OAB/SC não são julgadas pelo conselho federal. Todos os questionamentos da chapa são negados pela atual diretoria, que garante que a OAB tem patrimônio superior a R$ 65 milhões e que as contas tão prontas pra serem votadas e aprovadas pelo conselho federal.

A eleição da OAB rola na segunda-feira. Apenas 16 mil dos 21 mil advogados da Santa & Bela podem participar da votação, porque tão em dia com a anuidade da organização.

  •  

Deixe uma Resposta