• Postado por Tiago

A família da pequena Maria Luiza Celista de Oliveira, de nove meses, tá inconsolável com o acidente que tirou a vida da bebezinha. Na tarde de ontem, com a presença dos pais, familiares e amigos, a criança foi sepultada no cemitério do São Roque, em Itajaí.

Maria morreu no começo da tarde de domingo, depois que o carro que o pai dela dirigia caiu numa vala de plantação de arroz, na localidade do Carvão, na cidade de Navegantes. Os pais, que tavam no banco da frente nada sofreram, já a neném, que nao estava em uma cadeirinha, ficou presa embaixo do banco e morreu afogada.

O acidente deixou o povão chocado e o corpo de bombeiros faz um alerta aos pais que costumam andar com as crianças sem o cinto de segurança ou cadeirinha na caranga. “Falta conscientização dos pais. Muitos pensam que nunca vai acontecer, mas um impacto pode ser fatal”, alerta o comandante do batalhão peixeiro, Onir Mocelin.

O vermelhinho disse que as crianças com menos de 10 anos devem, por lei, sempre estar no banco de trás e com o cinto de segurança bem preso no corpo. Com os pimpolhos abaixo de dois anos, o cuidado deve ser ainda maior. “O uso da cadeirinha é fundamental. Esse equipamento precisa ser bem reforçado pra evitar que a criança se solte caso ocorra um forte impacto”, explica.

O código de trânsito brasileiro diz que o motorista que transportar crianças em carangas e não obedecer as regras de segurança será punido com multa, perda de pelo menos sete pontos na carteira de motora e apreensão do carro.

  •  

Deixe uma Resposta