• Postado por Tiago

A comissão do movimento “Pela sobrevivência de Itajaí”, formada por grandões das classes trabalhistas da city, coloca hoje o prefeito Jandir Bellini (PP) contra a parede. Às 9h, a galera entrega nas mãos do amarelinho um documento reivindicando o fim do impasse nas obras do porto peixeiro.

O presidente da Força Sindical, Osvaldo Mafra, diz que o papéli é mais uma forma de pressionar a administração, já que o berreiro na BR-101, há quase um mês, deu em nada. “A reconstrução dos cais e a dragagem do calado continuam a passos de tartaruga. A situação está cada vez mais crítica pros trabalhadores que dependem do porto pra sobreviver. Tem gente sem casa pra morar, sem comida pra colocar na mesa. Ninguém está dando a real importância a esse problema”, afirma.

Mafra diz que cerca de 800 trabalhadores do setor portuário estão comendo o pão que o diabo amassou. E o Sindicato dos Trabalhadores Autônomos de Contêineres e Cargas (Sintracon) acredita que o número de motoristas parados chegue a 1,2 mil.

Além de entregar a reivindicação ao prefeito Bellini, a comissão pretende levar o papéli até os vereadores peixeiros. Omgovernador do estado, Luiz Henrique da Silveira (PMDB), também receberá o documento, bem como os deputados estaduais e federais e os senadores que representam o estado no Distrito Federal.

  •  

Deixe uma Resposta