• Postado por Tiago

com a psicóloga Taísa

Cada vez mais o trabalho assume um papel importante na vida das pessoas e se torna mais difícil conciliar vida profissional com vida familiar. Os pais participam cada vez menos do crescimento e desenvolvimento dos seus filhos, os profissionais reparam menos em seus maridos e esposas, estão sempre muito ocupados ou cansados para brincar com os filhos, ouvir as angústias do dia a dia deles.

Reuniões aos sábados, no horário do almoço, à noite e depois de tanta correria o corpo cansado quer chegar em casa, tomar banho e cair na cama, sem mal dar boa noite aos filhos, maridos e esposas. Essa é a realidade de muitos homens e mulheres nesse mundo atual, globalizado e competitivo.

O problema é que essa rotina toda pode funcionar por certo tempo, a pessoa pode obter sucesso, bom desempenho profissional. Mas chega o momento em que tudo desaba, a produtividade cai, o cansaço vence, muitas vezes aparecem problemas físicos, outras o casamento acaba, os filhos crescem e o tempo não volta mais.

Esses casos tendem a prejudicar a empresa, já que longas jornadas causam estresse, baixa produtividade, entre outros problemas decorrentes do excesso de trabalho. Por isso, algumas empresas já tem percebido que marcar reuniões na sexta-feira às 17h não funciona, que é muito mais produtivo esperar pela segunda-feira. E nos casos em que as empresas exigem muito, você, profissional, precisa conhecer seus limites e deixá-los bem claros na empresa.

Quando estiver sobrecarregado converse com seus supervisores, peça auxílio de outros colegas, divida tarefas e faça o mesmo quando seus colegas precisarem de você.

Procure manter uma rotina de trabalho que lhe possibilite chegar em casa, curtir seus programas preferidos, ler, brincar com seus filhos, dar carinho à sua esposa ou marido. Por mais difícil que seja, estabeleça horários e dias em que estará disponível para sua família, sua vida pessoal, para fazer as coisas que gosta ou apenas não fazer nada!

Analise sua rotina diária. Veja o que pode ser modificado para que você viva melhor e com mais qualidade.

Taísa da Silva Cassol é psicóloga clínica e organizacional – CRP 12/06288

[taisapsico@gmail.com]

  •  

Deixe uma Resposta