• Postado por Tiago

 INTERNA_6_abre_Wilmar-Gaspar-Júnior-bileu_divulgação INTERNA_6_abre_Luiz-Henrique-da-Silva-Souza-naca_divulgação

Bileu (esquerda) seria o chefão e Naca seu lugar-tenente

A casa caiu pr?uns sujeitos metidos com o tráfico de drogas que são véios conhecidos da polícia. Wilmar Gaspar Júnior, conhecido como Bileu, Luiz Henrique da Silva Souza, que a turma chama de Naca, e Cristiano Gaspar, foram em cana na sexta-feira, depois que a polícia encontrou com eles uma bota de borracha recheada com 15 pedras de crack. O atraque rolou na rua Ipê, no bairro Taboleiro.

Policiais militares, em ronda, abordaram o trio em frente à casa 389. Ao lado de Bileu estava uma galocha, dessas que a galera usa nos dias de chuva. Como não é muito comum o povo carregar pelaí botas de borracha, ainda mais numa noite sem chuva, os PMs resolveram conferir o que havia por lá. Bingo! A bota estava recheada com as 15 pedras do dêmo.

Na busca pessoal ainda recolheram, com o Bileu, R$ 749 em notas miúdas, característica do tráfico de drogas, 20 dólares e uma nota falsa de R$ 100. Como ninguém foi macho pra assumir a bronca, a trupe foi presa em flagrante por venda de porcaria e mandada pro xilindró.

Naca e Bileu são conhecidos dos homisdalei por tarem metidos com o comércio de drogas no bairro Taboleiro. A fama dos caras é tão grande que Bileu é considerado um dos chefões do tráfico. A polícia acredita que Naca tava fazendo a correria pra Bileu, que seria o dono da bagaça. Já Cristiano seria apenas um laranja, chamado pra revender a droga pros viciadinhos de plantão.

  •  

Deixe uma Resposta