• Postado por Tiago

Os proprietários de vans escolares de Itapema terão que andar na linha sob o risco de perder a Besta. Pra obrigar o pessoal a regularizar a documentação dos carangos, o departamento de trânsito do município começou a fazer blitzes pela city. Os motoras que insistirem em transportar os estudantes em cangalhas velhas, sem segurança e com os papélis irregulares, terão que pagar uma multa pesada e perderão o meio de transporte pra prefa.

Durante dois dias da semana, guardinhas do Itatran vão montar barreiras nas principais vias da cidade pra guentar as vans e micro-ônibus escolares. O pessoal que estiver irregular terá o veículo guinchado e levado pro pátio da prefeitura. Pagarão multa de R$ 127,69, além dos gastos com o guincho e o motel do carango.

Se uma Besta for abordada abarrotada de crianças e ela estiver irregular, a prefa irá fazer o recolhimento do veículo da mesma forma e irá encaminhar os estudantes pra casa. O diretor do Itatran, Luís Albares, conta que as carcadas não têm data pra acabar. “Será realizado até que todos os veículos estejam regularizados”, conta.

O recadastramento dos transportes escolares iniciou em abril, porém nem todos os donos de vans procuraram a prefeitura. Pra impedir que os irregulares andem pelaí, colocando em risco a vida dos meninos e meninas, Luís afirma que resolveram fazer a fiscalização pelas ruas.

Num bizu geral, constataram que 10% das vans da city estão irregulares. Muitos fazem o transporte dos pequenos sem a faixa “Escolar” pregada na porta, e não oferecem os itens de segurança como cinto e extintor de incêndio. E há até aqueles em que as carangas tão com os pneus carecas e o motorista não é habilitado pra pilotar aquele tipo de veículo. “O departamento detectou uma falha nesse tipo de fiscalização e é essa situação que queremos contornar”, explica Luís, que ainda não sabe arriscar o número de vans que circulam pelo município.

Quem quiser correr atrás do tempo perdido e se regularizar, deve dar um pulo no Itatran, na rua 902, no alto São Bento, coladinho na secretaria de infraestrutura.

  •  

Deixe uma Resposta