• Postado por Tiago

Abre---Prefeito-Roberto-Carlos---Divulgação

Prefeito dengo-dengo fala sobre o arranca-rabo histórico com Luiz Henrique e os rumos navegantinos em 2010

Uma coisa não faltou em Navegantes em 2009: confusão. As tretas pipocaram por toda a cidade, envolvendo o transporte coletivo, o ferry-boat, o aeroporto, o hospital, a segurança pública, e sobrou tempo até pro prefeito Roberto Carlos de Souza (PSDB) descer do salto e dizer cobras e lagartos ao governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Bob Carlos, o manda-chuva de Navegantes, é o segundo entrevistado da série Retrospectiva 2009, que está batendo um papinho com os quatro principais prefeitos da região. Amanhã, é a vez de Jandir Bellini (PP), prefeito de Itajaí.

DIARINHO ? Como você avalia o seu primeiro ano de governo?

Roberto Carlos ? Avalio de forma muito positiva. Nós pegamos a cidade numa situação bastante difícil, tínhamos acabado de sair de uma enchente, e, além disso, a administração anterior nos deixou diversas situações complicadas. Então, trabalhamos muito para resolver estes problemas e apresentar propostas novas para Navegantes, que vinha sendo administrada há muito tempo pelo mesmo grupo político. Avançamos muito na área de educação, saúde e infra-estrutura, além de trabalhar na área de esportes e lazer, em todas as regiões do município. Acredito que no final do meu mandato terei um conjunto de obras bastante significativo para apresentar para a comunidade.

DIARINHO ? Dentre as suas promessas de campanha, o que já foi feito até agora?

Roberto Carlos ? Na Saúde o mais importante foi a inauguração do Centro de Fisioterapia, o Centro de Referência da Saúde da Mulher e do Homem, o Centro de Especialidades Odontológicas, e a construção da Policlínica de Machados, que está em andamento. Já na Educação, fizemos reformas gerais nas unidades de ensino, a melhoria da merenda, que hoje é saudável e nutritiva, estamos apresentando o novo plano de cargos e salários para o magistério municipal, e, em janeiro, começamos a construir mais 36 salas de aula. A infra-estrutura também foi uma preocupação nossa, fizemos diversas obras de drenagem, calçamos diversas ruas, mantivemos a praia limpa durante o ano inteiro, e agora estamos terminando a obra do calçadão do Gravatá, que irá dar uma cara nova para a nossa praia.

DIARINHO ? Onde faltaram investimentos por parte do executivo?

Roberto Carlos – A grande demanda de Navegantes é a pavimentação de ruas. É um setor que não possui um recurso próprio para ser aplicado, e por isso estamos buscando recursos junto ao governo federal, principalmente para fazer calçamento nas ruas dos bairros periféricos. Também estamos com um projeto junto ao Badesc, para fazer o calçamento de 50 ruas, onde a população tenha uma faixa de renda maior e possa fazer o pagamento, já que seria um empréstimo.

DIARINHO ? Como ficará o transporte coletivo de Navegantes no ano que vem?

Roberto Carlos ? As duas grandes marcas da nossa administração são a dedicação ao trabalho e a coragem que tivemos durante este ano para enfrentar situações que há muito tempo estão atrapalhando a comunidade de Navegantes, como esta do transporte coletivo. No início de fevereiro devemos ter uma nova empresa operando em Navegantes, a partir de licitação que está sendo feita. Esperamos que vença a empresa que está interessada em prestar um serviço de qualidade e que faça os investimentos necessários. No contrato poderemos cobrar da empresa que vencer a licitação uma prestação de serviço de qualidade.

DIARINHO ? Você teve uma séria discussão com o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), durante a passagem dele por Navegantes, por conta da falta do cumprimento, segundo o senhor, do acordo para a construção da Via Portuária. Como ficará a relação da prefeitura de Navegantes com o governo estadual?

Roberto Carlos ? Eu não suporto ser enrolado e eu não vou tolerar que um político, como o governador do Estado, em 2005, tenha feito a promessa que iria construir a Via Portuária, e depois de cinco anos, venha aqui novamente e diga que não irá cumprir o que prometeu. Isso me causou muita indignação, e não foi apenas naquele dia, durante todo o ano eu tentei construir, através do diálogo, até da humilhação… Porque sempre que eu falava sobre isso, ele fugia do assunto. Ele fingia que o assunto não era com ele, e aquilo ali é responsabilidade dele sim! Ele prometeu, no lançamento da pedra fundamental do porto, que iria construir a via portuária, e agora é fácil virar as costas para Navegantes, e deixar o trânsito da cidade neste caos. Eu não vou me calar, vou continuar brigando e fazendo tudo para que a Via Portuária de Navegantes seja uma realidade. Quero que o governador cumpra a palavra que ele empenhou aqui em 2005, acho que já deu tempo o suficiente para isso.

DIARINHO ? O senhor entrou com um ação judicial para brecar a isenção de impostos oferecida para algumas empresas da cidade, como a Portonave e a Naveship. Foi uma decisão acertada?

Roberto Carlos ? Eu acho que acertei plenamente. Quando comecei este debate, muita gente ficou contra mim, e eu até nem sei quais eram os seus interesses, já que esta é uma causa de toda Navegantes. Quanto mais a cidade arrecadar, melhor. Tomamos esta posição e a justiça nos deu ganho de causa, a própria Portonave reconheceu e começou a fazer o pagamento dos impostos há alguns meses. Este dinheiro a mais nos cofres do município será investido em educação, cultura, saúde, etc.

DIARINHO ? O quanto se avançou neste ano em relação a ampliação do aeroporto?

Roberto Carlos – Nós conseguimos avançar o que administrações passadas não conseguiram avançar nos últimos 20 anos. A questão do aeroporto é uma delas, já que os problemas vem desde 1996, quando foi feito um convênio que não foi bem encaminhado, e sabemos que isto atravancou o crescimento do aeroporto. Neste ano resolvemos todos os problemas deste convênio, e estamos perto de desapropriar as áreas que ainda faltam para construir o novo terminal de passageiros e a nova pista.

DIARINHO ? A bancada do PMDB na câmara de vereadores tem votado junto com a bancada governista nas últimas sessões. Isto é um indicativo de que o PMDB possa embarcar no seu governo, inclusive com cargos?

Roberto Carlos ? Eu acho que os vereadores do PSDB votaram os projetos que apresentamos porque são inteligentes e tem compromisso com a comunidade, porque tudo que nós temos enviado para a Câmara tem sido para o bem de Navegantes. Nenhum projeto que foi para lá atendia os interesses pessoais de ninguém. Em relação a qualquer partido entrar no governo, eu disse logo após as eleições que não iria ter rancor, mágoa ou ressentimento em relação a ninguém. Nós tivemos a campanha mais suja da história deste município e eu fui a vítima principal da sujeira que aconteceu, mas eu tenho que olhar para frente. Não posso ser imaturo e prejudicar o governo e a população, então temos construído um diálogo com a oposição. Qualquer partido que possa nos ajudar, será muito bem vindo. Por exemplo, se o PT quiser fazer parte do nosso governo, e dissesse que iria abrir as portas dos recursos para a nossa cidade em Brasília, eles seriam muito bem vindos. Eu só não trabalho com interesses particulares, quem tem este tipo de interesse que fique bem longe de mim.

DIARINHO ? Você acredita que Navegantes está pronta para receber bem os turistas nesta temporada de verão?

Roberto Carlos ? Nós temos nos preparado sim. Temos deixado as ruas em uma condição nunca vista na nossa cidade, temos procurado manter a cidade limpa, organizada, assim como a praia. Minha grande preocupação é em relação ao trânsito. Estamos fazendo um esforço muito grande junto com a Portonave, já que teremos um aumento no número de veículos na cidade. Minha outra preocupação é em relação a água, que é uma questão que não depende de nós, já que nossa água vem de Itajaí, do Semasa. Fizemos um trabalho durante um ano para que o Semasa pudesse nos enviar mais água durante a temporada, mas isso não será possível, então tivemos que partir para o plano B, a perfuração de poços e ponteiras para aumentar o fornecimento de água, e espero que tenhamos sucesso com estas medidas paliativas.

DIARINHO ? Se você tivesse que dar uma nota a si mesmo, pelo seu primeiro ano de governo, que nota daria?

Roberto Carlos ? Olha, eu deixo para a população de Navegantes dar a nota que achar adequada. Se você perguntar para a população mais carente, tenho certeza que a nota será muito boa. Se você perguntar para quem teve seus interesses particulares feridos, a nota será muito baixa. Eu estou governando para a maioria, e a maioria da população de Navegantes está satisfeita com o nosso governo.

?Nós conseguimos avançar neste ano em Navegantes o que administrações passadas não conseguiram avançar nos últimos 20 anos?.

?Eu não suporto ser enrolado e eu não vou tolerar que um político, como o governador do Estado, em 2005, tenha feito a promessa que iria construir a Via Portuária, e depois de cinco anos, venha aqui novamente e diga que não irá cumprir o que havia prometido.?

  •  

Deixe uma Resposta