• Postado por Tiago

CONTRA-BAIXO---s---mundial-de-motocross---foto-Youthstream---divulgação-10.09.09

Pilotos deverão fazer pegas alucinantes em Canelinha

As fortes chuvas que têm rolado em Santa Catarina adiaram a abertura dos boxes do motódromo Arthur Jachowicz, em Canelinha, onde rola neste fim de semana a última etapa do mundial de motocross. A previsão de abertura era na quinta-feira, mas os pilotos só poderão entrar com suas motocas no local de disputa a partir de hoje, às 9h. ?A pista está pronta e impecável, mas como a previsão é de chuva até sexta-feira, optaram por adiar um pouco a abertura do paddock (boxes) para preservar o local da prova e não acumular tanto barro?, explicou Rafael Rocha, gerente do Grupo Lance, um dos organizadores da bagaça.

A previsão do tempo indica que o tempo deverá ficar estável no sábado e domingo, dia da grande final. Apesar disso, se houver chuva no fim de semana não será problema. ?Quem conhece Canelinha sabe que o barro é tradicional na prova aqui. Nos últimos anos, só não tivemos chuva em uma etapa e ela já é quase um marco aqui na cidade. Motocross com chuva é até mais charmoso?, comentou Onílio Cidade, o Kiko, presidente da Federação Catarinense de Motociclismo.

Alguns pilotos tão até torcendo pra que o sol não apareça durante a disputa. ?Quando chove, passa a valer mais a habilidade do piloto. Os estrangeiros vêm com equipamentos modernos, restritos às fábricas e muito melhores que os nossos e, na chuva, a chance de surpreendermos é maior?, afirma Jorge Balbi, um dos brazucas mais experiente e com melhores chances de resultado pro Brasil.

Mesmo com chuva, os trabalhos de montagem da estrutura estão na reta final. As arquibancadas já estão prontas pra receber os milhares de fãs do esporte que irão lotar o motódromo pra torcer pelos 16 pilotos brasileiros inscritos pra disputar o pódio com os 55 europeus, americanos e sul-americanos confirmados.

  •  

Deixe uma Resposta