• 17 ago 2009
  • Postado por Tiago

Na linha de frente dos bafões estão as dondocas que pecam pela vaidade e viram o centro das atenções, se contrariadas. Em 19/11/85, dona Renate Schultz, primeira-dama da Maravilha do Atlântico, puteada sabe-se-deus com o quê, desconsiderou que tava em plena festa de formatura e partiu pra cima de Cláudio Dalvesco, que acabou male male no hospital. Sobrou até pro marido. Em 12/09/90, a endiabrada socialite botou pra correr 10 peões da prefa que tavam cumprindo ordem judicial de quebrar o muro erguido na rua.

O pecado da luxúria sempre trouxe consequências, nem sempre pro pecador. Em 23/07/90, o DIARINHO registrou o flagra que um armador poderoso da city deu na mulher, grávida de oito meses, com a amante Estelamar Vieira. Em 21/01/98, foi a vez do prefeito de Bombinhas partir pra cima da esposa, que ficou sabendo de suas puladas de cerca.

Outro prefeito que tinha rabo preso era o de Navega, nos anos 80. Em 14/03/86, D.R. foi vítima de um atentado e acusou o irmão adotivo, A.E.F., de ser o mandante. O mano se defendeu dizendo que a amante do prefeito queria fazer a primeira-dama de peneira. Em 29/09 daquele ano, a casa do prefeito foi metralhada. Outra derrapada foi o verdadeiro show etílico de Neuza Manzke Hoemke, na Sociedade Guarani, em 17/05/91. Embalada pelas canções em homenagem às mães, ela sacolejou pra valer na pista de dança, sob os olhos envergonhados dos familiares. Vergonha, vá lá, mas inveja é uma merda! Uma rixa entre colunistas sociais acabou em vias de fato em 22/03/88. Descontente com o resultado do Miss SC, Jorge Brasil partiu pra cima de Sayonara Guerra e Túlio Cordeiro, que levou um soco no nariz.

  •  

Deixe uma Resposta