• Postado por Tiago

thumbphp1Foi lançada na tarde desta quinta-feira, 6, a campanha em prol do brusquense Gabriel Montibeller, de 12 anos, que enfrenta a leucemia desde março deste ano. A principal ação que está sendo organizada por familiares, Unifebe e o Hemosc será uma grande coleta de possíveis doadores de medula óssea. A coleta será no campus da Unifebe, dia 25 de agosto, iniciando às 10 horas.

De acordo com a assistente social do Hemosc, Diná Pinheiro, para ser um doador de medula basta ter entre 18 e 55 anos, não ter nenhuma doença grave e ter boa vontade de ajudar a quem precisa. Durante a coleta o doador irá preencher um cadastro com dados pessoais, como número de documentos, endereço e informações que possam ajudar o Hemosc a localizá-lo, se for necessário.

Neste dia apenas será feita uma pequena coleta de sangue, que posteriormente será cruzada com o banco de dados do Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), para daí saber se há a compatibilidade com alguém que precisa da medula.

Diná lembrou que as pessoas que já fizeram o cadastro, seja em Brusque ou em outro município, não devem participar desta campanha. “Uma vez que foi feito o cadastro, o possível doador permanece no Redome até completar 60 anos”. lembrou Diná.

Para doar o sangue não é preciso estar em jejum, pois neste caso o sangue coletado serve apenas como amostra para testar a compatibilidade de genes.

Para a mãe de Gabriel, Ivanilda Montibeller, mesmo que não seja encontrado o doador para seu filho, a campanha poderá ajudar outra pessoa, cuja família também enfrenta a difícil batalha contra a leucemia.

Fonte: Rádio Cidade AM de Brusque

  •  

Deixe uma Resposta