• Postado por Tiago

O presídio de Balneário Camboriú tá virado numa panela de pressão. Ao todo, 383 presos dividem um espaço que deveria comportar 104. O aperto é tanto que há muito tempo os enjaulados não são mais trancados nas celas durante a noite. A superlotação preocupa o pessoal que trampa como babá dos presos, já que a segurança deles, com tanto malaco reunido, fica por um fio.

O responsável pelas estatísticas do cadeião, Ederson Fior da Cruz, diz que a situação tava ainda mais feia uma semana atrás, quando a dona justa ainda tava em recesso. “Chegamos a 418 presos, mas alguns receberam alvará de soltura esta semana”, comentou. Só na terça-feira, 20 engaiolados durante as festas de fim de ano foram mandados pra casa.

Ederson comenta que, apesar do aperto, por enquanto o presídio tá aberto a receber mais gente. “Não temos nenhuma orientação pra limitar a lotação”, avisa.

Com o cadeião entupido com quase quatro vezes mais presos do que a capacidade permite, quem fica com a vida por um fio são os agentes prisionais. “Tecnicamente, nossa situação é mais complicada que Itajaí, porque nossos presos não são alocados nas celas”, comenta Ederson.

Todo final de tarde, um babá de preso é obrigado a entrar no meio da muvuca pra fazer a contagem, e fica ao alcance das mãos dos enjaulados. Só rezando!

  •  

Deixe uma Resposta