• Postado por Tiago

CONTRACAPA---s---marcilio-x-brusque---felipe-vt

Brusque poderá ser adversário do Marcílio na falida série D

O mundo do futebol não se baseia somente em salários astronômicos e clubes bem estruturados. Muitos times brasileiros estão sucateados, devendo dinheiro pra Deus e o mundo, perto de fecharem suas portas por falta de estrutura. Bons exemplos podem ser encontrados na série D do Brasileiro, que o Marcílio Dias fará parte no ano que vem. Na competição sem apoio financeiro algum da CBF, têm times que fazem rifa pra pagar despesas de viagem e salários, outros que treinam em campos sem nenhuma estrutura e até aqueles onde os jogadores têm outros empregos pra poder sobreviver.

As maiores dificuldades estão nos clubes do Norte e Nordeste, mas a realidade não é tão distante assim da encontrada no Marinheiro, que possui um campo meia-boca e paga seus jogadores quando dá. Por isso, a disputa em 2010 não deve ser tão fácil como desejariam os torcedores marcilistas.

Pensando nisso, o DIARINHO fez uma análise dos times dos grupos 9 e 10, onde estão os representantes catarinenses na competição: Brusque e Chapecoense. Por mais que seja uma divisão mais humilde do que a série C, o Marinheiro tem realidade parecida quando o assunto é estrutura.

Comparativo

Se o time de Itajaí estivesse na disputa da série D este ano, poderia enfrentar os seguintes clubes na fase inicial: Brusque, Chapecoense, Ypiranga/RS, Pelotas/RS, São José/RS, Corinthians/PR, Londrina/PR e Naviraiense/MS. E o Marinheiro levaria azar até nisso, pois os clubes mais phodidos de grana estão na parte de cima do mapa do Brasil.

Brusque e Chapecoense são conhecidos do torcedor marcilista e possuem estrutura física parecida com o Rubro-anil. A diferença são as condições de trabalho, pois lá os jogadores recebem em dia.

Outra coisa complicada seria encarar os quase mil quilômetros até Naviraí, no Mato Grosso do Sul, pra enfrentar a Naviraiense. A equipe é a mais nova da série D, foi fundada em 2005, mas já possui títulos importantes. Conquistou o estadual da série B no ano seguinte à fundação e disputou e ganhou a série A do estadual este ano.

Os vizinhos

O Corinthians/PR surgiu de uma parceria entre o antigo J. Malucelli e o Corinthians paulista. É um clube que não passa por dificuldades financeiras e possui centro de treinamentos novinho em folha. Foi vice-campeão estadual este ano e, quando ainda era J. Malucelli, venceu a série C de 2000. O outro paranaense, o Londrina, tá mais humilde, mas possui títulos estaduais, tanto na série A como na B. Faz um trabalho de base e tem um estádio de dar inveja a muito time da série C.

Nos pampas, o São José é mediano, não fica devendo nada pro Marinheiro. O mesmo se pode dizer do Pelotas que, apesar de jogar a série B do Gauchão, é considerado de tradição e acabou de completar 100 anos.

  •  

Deixe uma Resposta