• Postado por Tiago

INTERNA-BAIXO-GERAL-2---g---pirataria-na-festa-dos-navegantes-(12)-ok

Festa acabou, mas camelôs ainda vendiam produtos piratas

A festa de Nossa Senhora dos Navegantes acabou, mas ontem à tarde boa parte dos camelôs instalados na feirinha da avenida Santos Dumont ainda continuava no local vendendo mercadorias pirateadas. Pra piorar, os que foram embora deixaram um rastro de sujeira. Era sacola de lixo, garrafas e até produtos que ?encalharam? largados pelos cantos e até em poças de água.

De acordo com o secretário de Segurança da city, responsável também pelo trânsito dengo-dengo, Joab Bezerra Filho, alguns camelôs seguiam ali porque as otoridades estavam esperando os caminhões de mudança retirarem as estruturas do palco e da feirinha. A promessa é de que a avenida seja totalmente liberada esta manhã. Já sobre a sujeira, Joab lamentou a porquice dos camelôs. ?Infelizmente isso ocorre em qualquer festa. Mas o pessoal da limpeza vai cuidar de tudo?, garante.

Pirataria

Ainda ontem, alguns camelôs apelaram pra conseguir uma grana e acabar com os estoques. Dois deles colocaram uma toalha no chão e começaram a vender cds e dvds piratas, coisa que é proibida por lei. Um comerciante foi tão cara de pau que berrava pela rua pra galera aproveitar a oportunidade, porque o cd tava saindo apenas R$ 1. ?Vamos encher a sacola, minha gente?, gritava o homi.

Neste caso, Joab lavou as mãos e disse que a responsa de resolver a situação da pirataria é da Receita Federal. ?Eu até tentei coibir este tipo de venda, mas sempre têm uns que querem aproveitar?, lasca o abobrão.

A PM, que também pode guentar a galera que vende produtos piratas, afirma que o ideal é que a fiscalização da prefa e a PM montem uma operação conjunta pra acabar com esta prática. ?A PM sozinha não consegue impedir?, explica o tenente Rafael Vicente, responsável pela comunicação dos milicos de Navega.

  •  

Deixe uma Resposta