• Postado por Tiago

As câmeras de monitoramento da PM que estão espalhadas pela cidade ajudam a inibir a ação da bandidagem do Itajaí. De acordo com os dados da polícia militar, de forma geral reduziram cerca de 20% dos crimes desde que as câmeras foram instaladas. Apesar dos números satisfatórios, delitos como tráfico de drogas e roubo a posto de combustível cresceram cerca de 200% de 2007 a 2009.

O Big Brother peixeiro foi instalado em 15 de junho de 2007 pelo governo do Estado de Santa Catarina. Foram escolhidos 56 pontos de maior movimentação da cidade para receber as bizolhudas. Hoje em dia, 51 estão em funcionamento, já que cinco foram retiradas de circulação para manutenção ou para obras da prefeitura. Mesmo que não ajudem a evitar a ação dos bandidos, as câmeras conseguem captar as imagens deles e auxiliam na solução dos crimes.

Segundo o tenente Luís Carlos Cruz dos Santos, responsável pelo setor de comunicação da Polícia Militar, as câmeras servem para assegurar a segurança do espaço público. “Isso vai depender da comunidade também. Se alguém vir alguma coisa de errado, tem que ligar para a polícia para avisar. Então, nós focamos naquela localidade para ver o que está acontecendo.”

Apesar de ser uma parceria entre o governo estadual e a polícia militar, a prefeitura de Itajaí também tem planos para melhorar a utilização das câmeras de segurança. O secretário de segurança, Carlos Ely, explicou que a prefa peixeira está com um projeto para fazer um convênio com a PM e ceder pessoas para trabalhar no monitoramento dessas câmeras. “O objetivo é retirar os policiais que trabalham lá e colocar concursados que estão se preparando para essa função. Queremos que esses policiais voltem a trabalhar nas ruas para ajudar na prevenção dos crimes”, contou o barnabé. Leia mais na edição de amanhã do DIARINHO.

  •  

Deixe uma Resposta