• Postado por Tiago

Um exemplo de camaradagem pode ter ajudado a salvar a vida de um motoqueiro. Um caminhoneiro, que nas horas vagas trampa de anjo da guarda, fechou a BR-101 com o seu bruto, em Porto Belo, pra evitar que um motociclista fosse atropelado por outros carangos. A treta rolou pelas 20h30 de domingo e terminou com uma fila monstro na rodovia.

Quando o Fantástico começava na rede do plim plim, Bruno Romão Raulino seguia no sentido norte montado na CG 150, placa MDU 4203 (Itapema). Ele atravessava o quilômetro 156, perdeu o controle da cabrita e foi parar bem no meio da pista. Como estava todo lanhado e a moto caiu em cima da sua perna, não conseguiu simexer e ficou estatelado na chón.

Um caminhoneiro gente boa que seguia logo atrás do motoqueiro, viu todo o acidente e tratou de pisar no freio. Ao notar que a vítima não conseguia se levantar e havia um fluxo intenso de veículos na rodovia, o motora, que não teve o nome divulgado, fez uma manobra arriscada no meio da rodovia. Atravessou o seu brutamontes na pista e fez uma barreira na BR pra evitar que os carangos e motocas atropelassem o motociclista ferido.

O condutor herói chamou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o pessoal da concessionária da BR, a Autopista Litoral. Enquanto os caras não chegavam, o brutos permaneceu atravessado na pista. Com isso, uma fila de pouco mais de um quilômetro se formou na rodovia. Os motoras tiveram que ter muita paciência pra esperar que os socorristas fizessem o resgate de Bruno e os veículos fossem retirados do meio da via.

Com a mão do muy amigo, o motoqueiro ficou com alguns lanhados e foi encaminhado ao hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú. Ele foi medicado e passa bem.

  •  

Uma Resposta to “Caminhoneiro atravessa bruto na BR pra evitar atropelamento de motoqueiro”

  1. papagaio Diz:

    se, analisarmos pelo ponto de vista do transito, este motorista, está mais do que correto por ter feito o que achou melhor, pois, pela própria legislação de transito isto está certo, que após analisar e verificar que a vida de uma outra pessoa estava com risco, fez que com que, os riscos para esta vida diminuissem e salvando-a, além de que outros poderiam também se envolverem e a tragédia seria ainda maior. PARABÉNS MOTORISTA!

Deixe uma Resposta