• 15 dez 2009
  • Postado por Tiago

Querem mandar no telespectador

Essa é mais uma da série “como assim?”. É normal, na saída para um intervalo, os apresentadores de programas e telejornais usarem frases conhecidas como “na volta dos comerciais”, “no próximo bloco”, “depois dos reclames do Plim-Plim”, além de tantas outras, até a mais consagrada e antiga delas, do Flávio Cavalcanti, tirando os óculos e chamando “os nossos comerciais, por favor”.

É algo que se estabeleceu como gancho para o que será apresentado a seguir. Tudo com muita elegância e educação. E nem poderia ser diferente. Hoje, até com desrespeitosa frequência, se ouve alguém, como uma ordem, dizer “não saia daí…” Não saia daí, como?! Ninguém pode mandar ou querer mandar na vida do telespectador. Um modismo absolutamente impróprio e mal-educado.

Confidencial

A Bandeirantes ensaia, agora com passos mais planejados, a sua volta à teledramaturgia. Mais que isto – e a informação chega do Rio, já existem para o ano que vem, planos para a produção de uma sitcom escrita por Domingos de Oliveira. Providências com vistas a sua produção estariam sendo tomadas desde já. Procurado, o diretor de produção e programação Hélio Vargas, não respondeu aos chamados da coluna.

Vai mudar

Há bem poucos dias, esta coluna repetiu uma observação de sempre, dizendo que o programa da Luciana Gimenez na Rede TV! não tem nada de “super”, muito menos de “pop”. E a ficha, segundo um movimento de bastidores, resolveu cair. Já a partir de março do ano que vem será simplesmente “Programa Luciana Gimenez”. E só. Melhor assim.

Um detalhe

Ana Maria Braga se separou do marido. Este não é caso ou especialidade desta coluna. Mas a abordagem do assunto foi sugerida a Luciana Gimenez no seu programa e ela vetou. Estou começando achar que o mundo não acabou. Ainda tem salvação.

Bola cantada

Daqui deste espaço partiu, pela primeira vez, a notícia que o filho do Fábio Junior, Filipe, seria o protagonista da “Malhação”. Bingo! Agora mais uma: Jayme Matarazzo, filho do Jayme Monjardim, vai viver o principal papel masculino de “Além da Vida”, de Elizabeth Jhin, próxima das 18h, na Globo. Deve formar o triângulo principal com Cleo Pires e Nathalia Dill.

Recorde

Não se tem registro de nada parecido na tevê: no ‘Domingão do Faustão’, levado ao ar no dia seis, uma ação de merchandising da Unilever gerou cerca de 888 mil SMS em menos de duas horas. Na segunda-feira, mais 1,5 milhão.

Perdendo o foco

O programa de entrevistas da Marília Gabriela no GNT vale por ela, sempre muito bem, e os seus convidados. Agora, querem inventar, como se o quadro principal do programa não fosse o suficiente, detalhes no geral, como câmera mostrando como outro câmera está operando, são absolutamente dispensáveis. Interessa a quem?

Domínio feminino

Vice-comercial da Record, Walter Zagari comenta o resultado das eliminações de ‘A Fazenda’, que até aqui passou longe dos participantes masculinos: “A razão da saída de quatro mulheres é porque a votação é predominantemente de mulheres, e elas, invariavelmente, tiram a suas pseudoconcorrentes, né?”. Ainda segundo Zagari, Andressa Oliveira, como todo eliminado, tem enormes possibilidades de ser utilizada na emissora.

Aviso à praça

Silvio Luiz, narrador esportivo, registrou até 2016 dois dos seus jargões mais conhecidos: “Olho no Lance” e “Clube dos Esportistas”. Este último, na verdade, foi o título de um programa de sucesso nos anos 70. já tem processo por aí.

Homens trabalhando

A Record está com as obras aceleradas de sua primeira cidade cenográfica, que vai ser inaugurada na novela “Ribeirão do Tempo”. Está com paredes das casas e muros levantados. Os trabalhos acabam em janeiro.

  •  

Deixe uma Resposta