• 09 jun 2009
  • Postado por Tiago

O futebol na tevê passa por uma crise

A seleção brasileira, hoje, é um caso para melhor análise. No campo de jogo, a vitória sobre o Uruguai, 4 a 0 no último sábado, valeu a liderança nas eliminatórias sul-americanas. Se o time melhorou ou os outros ficaram ainda piores é uma dúvida que ainda persiste.

Certeza mesmo é que o interesse do torcedor parece que vai diminuindo a cada partida.

No sábado, das 4h às 6h da tarde, horário em que o jogo esteve no ar, a Globo conseguiu medíocres 20 pontos de média no Ibope. Ainda assim, com 44% de participação de audiência. Para se ter uma ideia, na manhã de domingo, mas entre 9h e 10h30, sem nenhum brasileiro no pódio ou condições de alcançar melhor resultado, a Fórmula 1, na mesma Globo, registrou 15 pontos.

Torcer por uma seleção brasileira, que não é bem brasileira, pode ser uma das causas, mas devem existir outras. O futebol, como produto na televisão, pode estar passando por uma crise. A medição do Ibope, de Avaí e São Paulo, transmitido para São Paulo na tarde de domingo, também não foi além de 16 pontos.

Diferente

A Cultura está lançando um programa de calouros. Mas que observa regras diferentes aos que existem em outras emissoras. No seu só haverá espaço para música clássica.

Coisa chata

Britto Junior enrolou e bem que tentou, ao jeito dele, criar um suspense na eliminação da “Fazenda”. Em vão.

O diretor de tevê, desavisado, vazou o slide, anunciando muito antes que a eliminada seria Franciely Freduzeski. A Record, ontem, informou que houve uma falha no sistema de geração de caracteres. Então tá. Por favor, acreditemos todos, que o fato de ir ao ar justamente a que saiu foi uma simples coincidência. Ou fatalidade.

Pior é que numa dessas ainda sobra para o cabo man.

E outra: quando é que alguém vai lembrar de acender aquela luz? O programa continua com uma iluminação pavorosa.

Poder da vitrine

O cantor Daniel ficará cerca de duas semanas afastado de “Paraíso”, por conta de uma nova agenda de apresentações que vai começar pela Bahia, no final do mês.

Em função disso, várias das suas cenas serão gravadas com antecedência.Com a novela no ar, aumentaram consideravelmente os pedidos de shows.

Grosseria

Na última sexta, ao vivo no SBT, quando questionado por um telespectador sobre o que deveria fazer para se livrar da sogra, Ratinho disse, numa enorme indelicadeza:

“Manda ela no avião da Air France”! Completamente sem noção.

Parintins

A Bandeirantes definiu a equipe que irá trabalhar na transmissão do Festival Folclórico de Parintins, marcado para os dias 26, 27 e 28 deste mês. Foram escalados Renata Fan, Lorena Calabria, Nadja Haddad (foto) e Téo José.

José Luiz Datena, porque falou o que não devia na transmissão do ano passado, desta vez ficou de fora. Outra questão, no meio disso, é como vai ficar o “Toda sexta”, da Adriane Galisteu, no dia 26.

A Bandeirantes ainda sabe se será transferido ou se terá sua exibição cancelada.

  •  

Deixe uma Resposta