• Postado por Tiago

O incêndio na câmara frigorífica da Portonave não atrapalhou a movimentação do porto peixeiro e de Navegantes e nem do aeroporto dengo-dengo. O delegado da Capitania dos Portos, capitão Alexandre Herculano Pinto Malízia Alves, explica que a fumaça não chegou a prejudicar a travessia nem a atracação dos navios no complexo portuário localizado nos dois lados do rio.

A delegacia da Capitania dos Portos chegou a colocar uma lancha de prontidão pra socorrer os tripulantes, caso houvesse necessidade de retirada imediata. A lancha também foi usada para impedir que embarcações de curiosos atrapalhassem a movimentação.

No momento do acidente, apenas um navio estava atracado no berço 2 do porto de Navega. Conforme Malízia, a praticagem entrou em contato imediato com o despachante da embarcação para alertar do risco de intoxicação e deixar a tripulação bem informada, mas não houve necessidade de desatracar o navio. Em Itajaí, um cargueiro tava atracado no terminal da Braskarne, mas a operação não foi suspensa. Já no aeroporto de Navegantes nenhum dos oito voos previstos pra ontem sofreu qualquer atraso até o final da tarde, quando o fogo já tinha sido controlado.

Ferri-bote

A travessia de passageiros no ferri-bote também não foi afetada. “Operamos com quatro balsas e não tivemos problemas pra dar preferência aos bombeiros e aos guardas de trânsito, ninguém precisou ficar esperando”, explica o gerente da empresa, Willimar Keller. Os vermelhinhos e a polícia usaram o serviço preferencial apenas no horário em que o fogo começou, por volta das 10h.

  •  

Deixe uma Resposta