• Postado por Tiago

Prefeito terá de decidir se apoia PMDB ou se cumpre acordo com Claudir Maciel

Gabinete-Prefeito-Absolvição-03-11-09---Por-Celso-Peixoto-(61)

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Periquito (PMDB), terá uma missão espinhosa pela frente no ano que vem: a fidelidade que deve ao seu partido e um acordo que teria feito com Claudir Maciel (PPS). Segundo o ex-secretário e vereador, o Homem-Pássaro teria garantido o apoio do PMDB à candidatura de Claudir a deputado federal, em 2010. E pra piorar, os dois vereadores emedebistas, Nilson Probst e Marcos Kurtz, já se lançaram como pré-candidatos.

De acordo com o vereador galã de novela mexicana, o acordo foi selado ainda durante a definição das candidaturas a prefeito, no ano passado. Claudir seria candidato à prefa, mas desistiu na última hora, convencido por Periquito a compor uma única aliança. ?Se esta aliança não tivesse sido composta, ele não teria sido eleito, já que o prefeito foi eleito com uma vantagem de pouco mais de mil votos, e o PPS fez mais três mil?, diz o cara. Maciel ainda não conversou oficialmente com o prefeito sobre isso, mas acredita que Periquito vai manter a palavra, e ele será o candidato do governo municipal à assembleia Legislativa.

O problema é que parece que o prefeito esqueceu de combinar com os dois vereadores do partido na câmara de vereadores, Nilson Probst (PMDB) e Marquinhos (PMDB). Para Nilson, o acordo foi feito com o prefeito, e ele pode apoiar quem quiser, mas o partido precisa lançar um candidato à Leleia para honrar a força que tem na cidade. ?Nós somos o maior partido do Brasil, temos o governador do estado, o prefeito municipal, e não teremos um candidato na cidade? As bases do partido cobram que tenhamos um candidato, e eu coloco meu nome à disposição?, provocou o cara.

Marquinhos, o outro pré-candidato do PMDB, também acredita que o partido vai lançar um candidato e que ele pode ser sim candidato pela sigla. ?Não acredito que haja apenas um candidato do governo, e o PMDB, pelo tamanho que tem, deve ter seu candidato?, lascou.

Pirica quer candidato único

Para o prefeito, a briga não será lá muito grande. Pirica deixa claro que será fiel às deliberações partidárias e, se o PMDB decidir ter um candidato à deputado federal, ele irá apoiar incondicionalmente, mas lutará para que o governo municipal tenha um candidato único. ?Vários candidatos do governo acabam dividindo os votos, e nós queremos eleger um deputado estadual de Balneário Camboriú. Se o PMDB tiver um candidato, irei apoiar, mas vou lutar para que o governo tenha um candidato único, seja do partido ou o próprio Claudir?, sapecou Periquito.

  •  

Deixe uma Resposta