• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-23---s---mundial-de-motocross-em-canelinha---divulgação-12.08.09

Pilotos prometem show de manobras radicais e muita velocidade

A cidade de Canelinha, distante 58 quilômetros de Itajaí e que fica na região da Grande Floripa, será palco da última etapa do Mundial de Motocross 2009, o Honda GP do Brasil. A escolha da city barriga-verde pra receber a maior competição do planeta na modalidade é uma espécie de marco pra Santa & Bela, já que o Brasil não é sede do mundial há 10 anos ? as últimas disputas rolaram em Belo Horizonte/MG e Indaiatuba/SP. Esta será a única etapa fora da Europa e rola nos dias 12 e 13 de setembro, no motódromo Arthur Jachowicz.

Considerada a ?Mônaco? brasileira quando o assunto é motocross, Canelinha será a casa de pilotos de mais de 10 países, de quatro continentes diferentes, como o sul-africano Gareth Swanepoel, o italiano Antonio Cairoli e o português Rui Gonçalves. ?Durante muitos anos, o Brasil ficou totalmente sem contato com o que acontecia no exterior em termos de motocross. Uma etapa do mundial aqui proporcionará este intercâmbio para um número muito maior de competidores?, diz Alexandre Guelman, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo.

De uns tempos pra cá, o Brasil vem crescendo muito no cenário do motocross internacional e ganhando muito respeito entre as principais potências do esporte. Prova disso é que os hotéis da região já estão com as vagas esgotadas pra semana do mundial e todos os phodões devem pintar na área.

Trato na pista

O motódromo de Canelinha é o mais tradicional do Brasil e recebe os maiores nomes do motociclismo nacional há mais de 30 anos. Com média de público superior a 20 mil pessoas por prova, a cidade deve receber ainda mais gente com a reforma da pista que tá rolando. Tratores e escavadeiras trabalham em tempo integral pra deixar tudo no jeito pra receber os competidores. Toda a parte baixa do circuito, incluindo a área de largada, já foi concluída, assim como o lago que ficará no meio do circuito e possui 250 mil litros de água.

Pro mundo todo

O evento será transmitido pra 133 países, com audiência estimada de mais de 500 milhões de pessoas. No Brasil, ESPN e Bandsports transmitirão ao vivo. Como o contrato do Grupo Lance ? que organiza o evento no Brasil ? com a federação internacional é de cinco anos, a prova deve permanecer em Canelinha por um bom tempo.

  •  

Deixe uma Resposta