• Postado por Tiago

Por muito pouco uma briga não acaba em morte. Um tiozinho cortou um desafeto na noite de quarta-feira. O cara foi cobrar a dívida de um carango e soltou o facão em cima do devedor. A vítima ficou com talhos nos braços, pescoço e está malemal no hospital.

O crime rolou numa casa da rua Monte Lucania, no bairro Monte Alegre, em Camboriú.
Os meganhas contaram que Valentim Pinheiro, 44 anos, passou na baia de Mateus Elias de Almeida, 50, com sangue nos olhos. Chateado com uma dívida de um carro, chamou o desafeto na chincha.

Os dois discutiram um pouco e caíram na porrada. No meio do arranca-rabo, o tiozinho pegou um facão e navalhou o inimigo.
Acertou golpes no pescoço, braços e mãos de Mateus. O cara caiu no chão sangrando muito e pediu ajuda dos familiares que estavam por lá. Ele foi socorrido pelo pessoal do Samu e foi levado em estado grave pro hospital Santa Inês, de Balneário Camboriú. Foi internado e continua malzão.

Logo em seguida, Valentim simandou com o carro da discórdia, um Monza de placa não divulgada, de Ponta Grossa, no Paraná, que estava com Mateus. Os milicos chegaram logo em seguida e conversaram com parentes da vítima. A família entregou que o agressor era conhecido e disse até onde ele morava.

Os meganhas saíram em rondas por aquela região e encontraram o acusado na rua Monte Orizada. Eles deram o teje preso e entraram na baia do carinha. Reviraram o local de cabeça pra baixo e acharam o facão usado no crime. Ainda apreenderam seis munições de revólver calibre 38.

Valentim foi levado pra delegacia, de onde só saiu pra ganhar uma vaga no fedido e imundo xilindró. “Ele foi autuado por tentativa de homicídio, além de estar com munições”, contou o delegado Rodrigo Coronha, que se inteirava do caso na manhã de ontem.

  •  

Deixe uma Resposta