• Postado por Tiago

A semana começou quente para o estudante Fábio Morais Giacomini, 24 anos. Na manhã de ontem o Peugeot, placa AGO 0650 (Balneário Camboriú), que o guri dirigia, pegou fogo na avenida Contorno Sul, perto da Univali, em Itajaí. Quando o motora tava manobrando o possante para entrar no pátio da universidade percebeu que o motor tava em chamas. Os vermelinhos pintaram no local, apagaram o fogaréu rapidinho, mas o motor foi pro pau. Esse foi o terceiro carro que pegou fogo nas ruas das cidades da região, desde o final de novembro.

Os bombeiros não souberam dizer como começou o incêndio, mas acreditam em um vazamento de gasolina. Os vermelinhos informaram que esse tipo de ocorrência tem se tornado comum na região, principalmente por causa do calor.

O mecânico peixeiro Valter Fernando Bittencourt explica que o segredo pra não ter um preju com a caranga é fazer revisões periódicas. Ele lembra que os motoras precisam ficar atentos, principalmente com a mangueira que liga o combustível ao motor, campeã em provocar incêndios. Valter acrescenta que com o tempo e o calor o material começa a ressecar. “A gasolina come a borracha da mangueira com facilidade”, explicou. Se a mangueira não estiver em bom estado, vai vazar combustível no motor e o fogo é inevitável”, completa. Pro mecânico, o ideal é fazer revisão todos os anos ou a cada 15 mil km rodados.

  •  

Deixe uma Resposta