• Postado por Tiago

Terminou na delegacia de Camboriú a ação de uma quadrilha contra o meio ambiente. Quatro malacados foram detidos na tarde de quinta-feira, acusados de explodir rochas em uma área de preservação permanente do alto da rua Rio Pardo, no bairro Rio Pequeno, na cidade da pedra.

Os meganhas receberam a informação que uns desocupados estavam detonando com parte de uma área de proteção ambiental, no interior de Camboriú na quinta-feira, no final do dia. A polícia militar baixou no local e encontrou algumas rochas que tinham acabado de serem explodidas, sem autorização de nenhum órgão ambiental.

Com o flagrante, os milicos guentaram Fabiano Galacine, 31 anos, Cristiano Campos, 37, Manoel C. Filho, 59, e Cristiano Zifirino, 39, que estavam no local. Do ladinho da trupe os policiais encontraram cinco quilos de explosivos e equipamentos eletrônicos usados pra mandar tudo pelos ares.

Os quatro juraram que são santos e não sabiam que não podiam fazer explosões por lá. Apesar da historinha pra boi dormir, os tiras preferiram não arriscar e levaram os acusados pra delegacia da cidade da pedra. Eles prestaram depoimento e assinaram um termo pra responder em liberdade por crime ambiental pra dona justa.

O caso foi encaminhado pra polícia ambiental averiguar os estragos que rolaram no terreno explodido.

  •  

Deixe uma Resposta