• Postado por Tiago

Porto Araújo : o álcool limpa componentes e aumenta durabilidade do motor

Há dois anos o jornalista Juvan de Souza Neto, 34 anos, comprou um Fiesta 1000 com tecnologia bicombustível. Fez isso de olho na economia que teria com o preço do álcool. Não sabia Juvan, que a economia que pretendia ter vai além do preço na bomba dos postos. O jornalista estaria também economizando com as quantidades menores de manutenção que um carro a álcool proporciona.

Quem afirma isso é o consultor Antonio Carlos Porto Araujo, especialista em energia renovável e sustentabilidade da Trevisan Consultoria. Ele garante que a economia na manutenção dos veículos a álcool chega a 6% em relação aos carangos movidos a gasosa. ?O etanol deixa o motor, os bicos e as velas limpos, aumentando a sua durabilidade e exigindo menos manutenção?, garantiu ao DIARINHO.

As vantagens de um carro a álcool vão além. O suco da cana, diz Porto Araújo, faz o motor apresentar mais potência e maior torque. Principalmente se for um carro 1000. ?Apesar do etanol apresentar menor conteúdo energético em relação à gasolina, possui maior capacidade antidetonante, o que possibilita o uso de taxas de compressão mais elevadas no motor e, conseqüentemente, resulta em maior eficiência térmica?, explica. Traduzindo, o motor aproveitaria melhor as explosões e, por isso, fica com melhor desempenho.

O consultor da Trevisan argumenta ainda que em Santa Catarina o preço do álcool combustível faz bem para o bolso do consumidor em relação a maioria dos demais estados brasileiros. ?A média brasileira para o etanol é R$ 1,79. Em Santa Catarina, o valor médio é de R$ 1,63?, informa.

A prática confirma

O jornalista Juvan Neto, que no dia-a-dia usa o álcool como combustível do seu fiestinha flex, concorda com a maioria das afirmações do consultor. Juvan chega a dizer que o consumo de seu carango com álcool, em relação à gasosa, é até menor. ?Isso na minha experiência pessoal e com a maioria de donos de Flex 1.0 com quem conversei?, afirma.

  •  

Deixe uma Resposta