• Postado por Tiago

Mais um leitor veio ao DIARINHO reclamar da falta dos selos oficiais no cartório Seára, na rua XV de novembro, centro. O eletricista Vanderlei Moreira, 63 anos, tá correndo atrás dos selos há tres semanas e até agora nada. Vanderlei tentou ainda conseguir um documento do tabelionato, atestando a falta dos selo, mas, reclama, não quiseram lhe dar.

A intenção de seu Vanderlei era apresentar o documento na Caixa Econômica Federal. Assim, acredita ele, o processo para conseguir o empréstimo que necessita iria andar mais rápido. “A Caixa não tá acreditando que não tem selo nos cartórios”, explica Vanderlei.

O eletricista tá desesperado pra conseguir o documento oficial. Ele quer reformar sua baia, que foi atingida na enchente. Por conta da demora dos selos, ele também periga perder o pedreiro que já havia contratado. Além disso, pode se danar porque no final deste mês acaba a história da suspensão das alíquotas do imposto sobre produtos industrializados (IPI) e o preço dos materiais de construção, que tá baratinho, pode subir. “Eu vou perder o preço bom”, lamenta.

Não podem dar documento

No cartório Seára, uma chefona, que não quis dizer seu nome ao DIARINHO, explicou que não tem como o tabelionato emitir qualquer documento extra-judicial, que não seja um papel oficial. A mulher ressaltou que o problema também rola com outros cartórios.

Selos voltam esta semana

Na semana passada, o DIARINHO publicou a reclamação de Robson Luçolli. Ele também se dizia cabreiro com a demora na emissão dos selos. A Corregedoria Geral da Justiça esclareceu que a empresa que fornece os selos para toda a Santa&Bela foi trocada. A Casa da Moeda, que ganhou a licitação, deveria começar a mandar o material a partir da segunda-feira desta semana.

  •  

Deixe uma Resposta