• Postado por Tiago

Um casal foi preso em Balneário Camboriú com 25 pedras de crack. Na casa dos amados, na rua Tailândia, no bairro das Nações, os meganhas encontraram ainda equipamentos eletrônicos que podem ter sido surrupiados, R$ 600 e até notas falsas. Como se não bastasse, foram apreendidos munição de revólver e uma espada samurai – toda cheia dos gueri-gueri.

A casa do Osni Martins, 38 anos, caiu quando ele cruzou a rua montado na Biz, placa MCZ 6774 (Balneário Camboriú). Como já é velho conhecido dos puliças, os milicos deram o atraque e bingo! Encontraram 10 pedras do capeta embaladas e prontinhas pra venda. Ao notar que a situação tava feia, os policiais não pensaram duas vezes e deram o atraque na baiuca do vadio.

Pegaram de surpresa a mulé de Osni, Sandra Andréia Silva Martins, 33, que não teve nem como esconder a drogalhada. Revistaram cada cantinho da moradia e acharam mais 15 pedras do demo. Em cima da mesa foi recolhido ainda um torrão de maconha.

Na baia também havia grana. Só em moeda foram apreendidos 123 contos. Em notas miúdas, os milicos encontraram R$ 484. Pra polícia, a dinheirama em notinhas de baixo valor é característica da venda de porcariada. Os tiras acharam também cheques de diversos valores e em nome de terceiros, que podem ter sido furtados, e notas falsas de 100 pilas. Munições de um trabuco calibre 38 também foram guentadas e uma espada samurai. A espada é toda desenhada e tem até uma capa chicosa.

Trecos furtados

Como se não bastasse todos os rolos, os policiais ainda encontraram uma montoeira de traquitanas eletrônicas. Foram recolhidos videogames, celulares, câmeras fotográficas e até filmadora, que podem ter sido furtados e usados como moeda de troca na compra de drogas.

Com o flagrante, Osni e Sandra foram levados pra delegacia. O cara assumiu a bronca sozinho e ganhou mais uma vaga no xadrez por tráfico. O traste é figurinha carimbada no bairro das Nações e volta e meia cai pelo crime. Já a amada do carinha foi liberada.

  •  

Deixe uma Resposta