• Postado por Tiago

O grupo Pão de Açúcar e a rede Casas Bahia anunciaram ontem uma fusão entre as duas empresas, que se consolidará como a maior empresa brasileira no comércio varejista. Em julho deste ano, o Pão de Açúcar já havia comprado a Ponto Frio e se tornado a maior loja no país.

O casamento vai criar uma marca com 1.582 portas abertas em 337 cidades de 18 estados e no distrito federal. Juntas, as duas têm previsão de um faturamento anual que ultrapassa os R$ 40 bilhões e empregam algo em torno de 130 mil pessoas. A fusão deverá ser efetivada em quatro meses.

Abílio Diniz, presidente do conselho de administração do Pão de Açúcar, e Samuel Klein, dono das Casas Bahia, fizeram pessoalmente o anúncio do casamento ontem, ao final da manhã.

Uma empresa chamada Nova Casas Bahia será criada para integrar o grupo societário do Pão de Açúcar. A Casas Bahia irá transferir, com a fusão, todos os seus ativos e passivos. Ou seja, tudo o que dá lucro e também as dívidas, que estão avaliados em R$ 950 milhões.

Os imóveis da Casas Bahia não farão parte da transação. Continuarão com sócios ou parentes de Klein e o Pão de Açúcar terá que continuar alugando esses locais. A participação de 75% da Casas Bahia na indústria de móveis Bartira também está fora da jogada.

  •  

Deixe uma Resposta