• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-14---Alejo-Muniz-03

Carinha de Bombinhas levou a melhor em Garopaba

O fim de semana foi de catarinenses conquistando títulos importantes nas ondas. William Cardoso, de Balneário Camboriú, mostrou que tá reencontrando seu melhor surfe e ganhou a etapa de Açores, Portugal, do circuito WQS. Outro que mandou muito bem foi o jovem Alejo Muniz, de Bombinhas, que venceu o Mormaii Pro Junior em Garopaba, na Santa & Bela, e largou na frente nas seletivas sul-americanas pro Mundial Sub-20 na Austrália.

A vitória de William em águas portuguesas veio depois de uma final brazuca, contra o potiguar Jadson André. O cara de Balneário radicalizou e alcançou a pontuação de 13,57, contra 10,80 do segundo colocado. Na semifinal, o catarina eliminou o norte-americano Austin Ware.

É a segunda vez que William conquista um título da divisão de acesso à elite mundial. Em 2008, levou a melhor em Pantin, na Espanha. Com o resultado em Portugal, o barriga-verde embolsa cerca de 40 mil reales e soma 2500 pontos no ranking. ?Foi uma semana complicada, com muitas baterias bem disputadas. Eu tive grandes nomes no meu caminho para a vitória e estou muito feliz com o resultado?, destacou William.

Mais show barriga-verde

O domingo também foi fantástico pra Alejo Muniz. Na final da primeira seletiva sul-americana pro Mundial Sub-20, que rolou em ondas de meio metro, em Garopaba, ele derrotou o ótimo surfista paulista Miguel Pupo. Entre as meninas, a catarinense Gabriela Leite perdeu a final pra paraibana Diana Cristina.

Alejo abriu a última bateria do Mormaii Pro Junior com nota oito, mostrando muita força e velocidade nas manobras nas direitas da praia da Ferrugem. Mesmo com Miguel tendo a prioridade de escolha da onda, o carinha de Bombinhas ainda surfou mais duas seguidas pra tirar uma nota sete que sacramentou a vitória por 15 a 12,75 pontos, com o paulista conseguindo duas notas na casa dos seis pontos.

?Eu já vim para cá com o objetivo de vencer e o que vinha me motivando muito, não queria falar isso antes, foi o falecimento da minha vó. Eu queria dedicar um título para ela, fui para outra etapa do circuito paulista, mas não consegui isso lá porque não estava bem comigo mesmo ainda. Graças a Deus consegui agora, treinei bastante para isso, deu tudo certo e estou muito feliz?, falou o catarina, que liquidou o paulista logo nos cinco primeiros minutos da final.

Este ano, Alejo já conquistou o troféu de campeão brasileiro sub-20, venceu uma etapa do WQS nível seis estrelas em Portugal e também a que abriu o circuito paulista profissional no Guarujá, cidade do litoral paulista onde mora atualmente o surfista de Bombinhas. Alejo nasceu na Argentina, mas já é um brazuca naturalizado.

A briga pelas quatro vagas no time masculino e pelas duas no feminino no mundial sub-20 continua no próximo fim de semana, em São Francisco do Sul.

  •  

Deixe uma Resposta