• Postado por Tiago

CONTRA-s---WQS-do-Havaí---Alejo-Muniz---foto-divulgação

Alejo Muniz, de Bombinhas, é um dos grandes candidatos ao título

Os melhores surfistas do mundo, até 20 anos de idade, estão na Austrália pra disputa do campeonato Mundial Júnior, que teve início na sexta-feira, com as triagens. As disputas vão até o dia 17, nas ondas de North Narrabeen.

Tradicional país com quatro títulos no torneio, o Brasil está representado por nove surfistas, sendo três catarinenses, todos com boas chances de título. Revelação brazuca em 2009, Alejo Muniz, de Bombinhas, atual campeão brasileiro e sul-americano júnior, é um dos grandes candidatos ao título.

No ano passado, ele teve a manha de eliminar, numa etapa WQS, nada menos do que Adriano de Souza, o Mineirinho. Pra primeira fase, Alejo já conhece um adversário, o havaiano Clay Marzo. O outro que entra na bateria sairá das triagens. Na primeira fase, os dois melhores das 16 baterias avançam. Os outros brazucas são Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Franklin Serpa, Marco Fernandez e o potiguar Jadson André, o terceiro no último WQS.

Se dos sete brous no mundial apenas um é catarinense, entre as minas a história é outra. Antes garantida como número um, a paraibana Diana Cristina desistiu por falta de patrocínio, dando a vaga pra Susã Leal, de São Francisco do Sul. Ela se juntou a Gabriela Leite, de Balneário Barra do Sul. As duas catarinas brigam pelo título com mais 16 minas.

As barrigas-verdes ficaram de prontidão para estrearem no sábado, mas a organização preferiu adiar o início por causa das condições do mar. Susã Leal terá pela frente a norte-americana Sage Erickson e a francesa Alizee Arnaud. Já Gabriela Leite pega a havaiana Bethany Hamilton e a sul-africana Sarah Baum.

Forma de disputa

No masculino e no feminino as competições são realizadas nos mesmos formatos, com a primeira rodada tendo baterias de três atletas e repescagem para os perdedores. A diferença é que nas dezesseis do masculino só os vencedores avançam direto para a terceira fase, enquanto na feminina as duas primeiras colocadas de cada confronto já passam pras oitavas-de-final e apenas as últimas vão pro tudo ou nada da repescagem.

  •  

Deixe uma Resposta