• Postado por Tiago

O calendário do futebol catarinense corre sério risco de ser cagado no final de ano, mais especificamente com relação ao fim da divisão especial do Catarinense e ao início da Copa Santa Catarina. Como a comissão disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina manteve a punição a Porto e Concórdia, fazendo com que os clubes permaneçam fora do quadrangular final do Catarininha, o campeonato pode ser suspenso, pelo menos até o dia 8 de outubro.

Com a decisão da dona justa desportiva, os dois clubes ainda podem recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio de Janeiro, na última tentativa de não serem eliminados da divisão especial. “O campeonato fica parado até que todas as instâncias sejam julgadas. O STJD se reúne de 15 em 15 dias. Como eles se reuniram ontem, o caso de Porto e Concórdia só vai ser analisado no dia 8”, diz Fábio Nogueira, gerente do departamento técnico da Federação Catarinense de Futebol.

O prazo pra Porto e Concórdia entrarem com o recurso na última instância vai até terça-feira. Caso não o façam, o que é difícil, a primeira rodada do quadrangular do Catarininha, com Juventus, Imbituba, Hercílio Luz e Camboriú, será no próximo findi.

Copinha no preju

Marcada pra iniciar dia 18 de outubro, a Copa Santa Catarina muito provavelmente não vai ter a presença do campeão e do vice do Catarininha, mas tudo depende de Porto e Concórdia. “Depende de terça. Caso recorram, a especial não termina antes da Copa SC. Aí, convoco o conselho técnico pra ver o que fazer. Caso contrário, vou dar um jeito de terminar o campeonato”, explica Fábio.

Cambu na espera

Enquanto isso, o Camboriú segue treinando até dia 8. “Vamos esperar, treinando normalmente, se for pra jogar vamos jogar”, diz Gilvan Meireles, diretor de futebol, explicando que o clube tá pagando apenas uma parte do salário aos jogadores, num acordo feito com os boleiros. Do time que terminou o campeonato, só Marabá não voltou.

  •  

Deixe uma Resposta