• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Carnaval

Com o enredo que aborda a revolução industrial, a escola de samba formada pelos integrantes da torcida Fúria Marcilista, promete botar pra quebrar na passarela neste carnaval. O desfile da fúria acontece no sábado a partir das 23h. Fui convidado a participar, estou pensando e talvez vá.

Homenageados

Entre as pessoas que a Fúria Marcilista vai homenagear na passarela estão: a torcedora símbolo do clube a Rosita e o Bigode, que durante muito tempo foi o responsável pelo serviço de maqueiro no “Gigantão das Avenidas’. Como também não poderia deixar de ser, o ex-goleiro Marcelo Vacaria, um dos últimos ídolos do Marinheiro e que faleceu precocemente em um acidente automobilístico também será homenageado.

Surpresa

Quem freqüentar nos próximos dias o estádio do Marinheiro, vai ter uma grata surpresa. Trata-se de uma réplica gigante do mascote símbolo do clube, o marinheiro Popaye, que foi encomendada pela diretoria, e vai ser colocada no estádio.

Seriedade

Conversei com advogados que estão encarregados de cobrar os cheques dados pelos antigos “dirigentezinhos” do Marcílio e cancelados na sequência. Descobri que a atual diretoria está assumindo todas as dívidas. Alguns foram pagos integralmente, outros negociados, mas o importante é que as dívidas estão sendo pagas ou negociadas. Ponto pro presidente Abelardo Lunardelli.

Voadores

Em breve o atual presidente vai ter que enviar alguém pra fazer uma viagem pelo estado e catar os cheques sem fundos que estão em hotéis e restaurantes, pois não foram honrados. Não se esqueçam de dar uma passadinha lá em Caxias do Sul, que tem uns voadores, que estão em nome do ex-gerente de futebol, Wilmar Reinert, mas que são de responsabilidade do clube.

Decepção

Quem conversou com o presidente do Brusque, Danilo Resini, na semana passada, sentiu a sua indignação. Estava decepcionado com o jogador Viola, que o enganou, dizendo que estava contundido, não viajou a Chapecó, e foi jogar pelo máster do Corinthians em São Paulo. Sentiu-se traído.

Catarinense

Vamos para a oitava rodada e o equilíbrio continua total, pois dos 10 participantes somente a Chapecoense e o Juventus não tem mais chances de chegar ao quadrangular do turno. Os demais continuam brigando, claro que com probabilidade menor do que Avaí e o Joinville.

Penúltima rodada…

…acontece amanhã com o Atlético de Ibirama enfrentando o Avaí, o Joinville recebendo o Juventus, Brusque jogando com o Metropolitano, Figueirense encarando a Chapecoense, e a grande surpresa da competição até aqui, o Imbituba, jogando em casa diante do Criciúma.

Têm coisas…

…que só acontecem no Marcílio Dias. Em conversa com alguns torcedores do clube, fiquei sabendo que em certa ocasião quando o time só perdia, teve um dirigente que achou que a culpa era do busto do marinheiro patrono do clube. Na cabeça deste dirigente e de alguns torcedores ele dava azar. Sendo assim, resolveram retirá-lo do estádio e certa noite o dirigente entregou aos torcedores as chaves do estádio, pra que fizessem a retirada. No dia seguinte o tal dirigente chegou cedo ao “Gigantão das Avenidas” e foi surpreendido, pois o marinheiro continuava lá firme e forte. De imediato ligou para os encarregados de dar o sumiço no busto e a resposta foi que não conseguiram retirá-lo, porque o responsável pelo guincho amarelou e não apareceu. Uma coisa é certa, não sei se o busto dá azar ou não, mas o certo é que ele continua lá e o clube continua sem ganhar nada.

  •  
  • Postado por Tiago

Recentemente, o governo brasileiro optou pela compra dos caças franceses, o Dassault Rafale, para a FAB (Força Aérea Brasileira). Não obstante os argumentos a favor e contra esta aquisição, entendemos que uma provocação nesta discussão, de natureza jurídica, poderá contribuir para uma visão mais global da questão.

Ao que parece, ao cabo do procedimento de seleção, a opinião pública debate, de forma geral, se o embasamento do Planalto para a compra foi, ou não, suficiente para a escolha. E, ainda, se isso justifica o considerável valor a mais a ser pago e outros relevantes aspectos de cunho técnico, social e político.

Juridicamente, entendemos ser salutar o debate para dizer se foram observadas as normas de Direito Público aplicáveis, mais especificamente à matéria de licitações e contratos administrativos, especialmente o princípio da antajosidade e, de forma mais geral, o princípio processual da motivação.

Quanto ao princípio da motivação dos atos administrativos, este se encontra presente difusa e implicitamente previsto na Constituição Federal (necessidade de motivação dos atos judiciais, artigo 93, inciso IX), posto que a transparência e a exposição clara e completa de motivos é pressuposto nos Estados Democráticos de Direito.

Não obstante a falta de disposição expressa na Constituição, notáveis leis posteriores trataram de suprir tal falha, como a Lei Federal de Processo Administrativo (Lei 9.784/99, art. 2º) e a Constituição Paulista, nos seção dos princípios que regem a Administração.

Entendemos que a motivação do ato administrativo é, como regra, inafastável, pois constitui garantia de legalidade, tanto com relação aos particulares interessados quanto ao Poder Público, pois permite a fiscalização, a qualquer momento, da legalidade do ato em questão.

(Continua na próxima edição)

* Carlos Eduardo Moreira Valentim é especialista em Direito Administrativo, mestrando em Direito do Estado pela PUC-SP e sócio fundador do escritório Valentim, Braga e Balaban Advogados – valentim@vbb.adv.br

  •  
  • Postado por Tiago

A PPT nas pesquisas eleitorais

Pingo – Na semana que passou o noticiário foi ocupado por comentários, análises, previsões e conclusões sobre a pesquisa CNT/Sensus que apresentou um empate técnico entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Instado a prestar maiores informações, o Instituto Sensus informou que deu ênfase, nas entrevistas, a municípios remotos transformados em alvos dos programas assistencialistas do governo Lula, tal como o Bolsa-Familia e assemelhados. Só para exemplificar, foi informado ao TSE que no Rio Grande do Norte (508 mil eleitores) foram ouvidas 9 pessoas em Natal e 13 pessoas em Sítio Novo (4 mil eleitores e 803 bolsas). Em Santa Catarina, o Sensus entrevistou apenas 4 pessoas na capital, Florianópolis (306 mil eleitores), e 13 em Guaraciaba (7,7 mil eleitores).

Respingo – A matéria despertou maior interesse após Ricardo Guedes, do Sensus, ter explicado que todos os institutos usam a técnica “PPT” (Probabilidade Proporcional ao Tamanho) de municípios. Qualquer outra interpretação para a sigla “PPT”, tal como Preferência ao Partido dos Trabalhadores, será mais uma maldade da “zelite”.

Pingo – Uma crise de hipertensão impediu o “nosso Guia” de viajar para receber o Prêmio Estadista Global obrigando-o a delegar ao chanceler Amorim a leitura do discurso de agradecimento pela homenagem concedida. Do texto revelado constava a seguinte fanfarrice: “Sete anos depois posso olhar nos olhos de cada um de vocês e, mais que isso, nos olhos do meu povo e dizer que o Brasil, mesmo com todas as dificuldades, fez a sua parte. Enquanto isso, o que aconteceu com o mundo? Podemos dizer que o mundo, igual ao Brasil, também melhorou? Apenas melhorará quando reinventarmos o mundo e suas instituições.”

Respingo – Certamente ao posar de reinventor do mundo pretende divulgar a sua teoria da “recuperação do papel de governar”, apresentada na forma da maratona a que se submete no país e no exterior, tornando-o merecedor do titulo de “frequent flyer president”. Em 2009, gastou 83 dias viajando pelo país e 91 dias viajando por 31 países.

Pingo – Recente estudo do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada concluiu que os impostos cobrados dos pobres são muito mais altos do que os cobrados dos ricos. Quem ganha até dois salários mínimos tem uma carga tributária bruta de 53,9 %¨ e trabalha 197 dias do ano só para pagar impostos. Quem ganha mais de 30 salários mínimos tem uma carga de 29 % e trabalha apenas 106 dias para custear os gastos do governo.

Respingo – Diante de tal constatação conclui-se que os pobres trabalham para o governo de 1º de janeiro até 16 de julho, enquanto os mais ricos trabalham somente até o dia 16 de março. É possível afirmar, ainda, que os mecanismos fiscais maltratam muito mais os pobres do que os ricos, pois o governo não provê os serviços básicos obrigando mais gastos na sua obtenção.

Pingo – A Polícia Federal deflagrou a Operação Bismarck para combater fraudes em saque do seguro-desemprego ocorridas em Pernambuco e também no Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia, Goiás, Rio Grande do Norte, São Paulo, Ceará e Paraíba. Os prejuízos chegaram a mais de R$ 1,5 milhão. Os criminosos falsificavam documentos pessoais de quem tinha direito ao seguro-desemprego e sacavam o dinheiro. Quando os titulares iam realizar os saques, descobriam a fraude e o Ministério do Trabalho tinha de pagar novamente o benefício.

Respingo – É impressionante a incidência de falsificações e fraudes na área de benefícios assistenciais trabalhistas tais como seguro-desemprego, auxílio-doença, aposentadorias fajutas, etc., áreas onde indiscutivelmente não transita a “zelite-burguesa”, até pelo contrario está, isto sim, “aparelhada” pelos “cumpanheiros” que entendem muito bem destes meandros assistencialistas.

Pingo – Os técnicos da FAB indicaram como melhores os caças suecos. Mas o que prevalece não é o que pensam os técnicos, eles nada sabem de políticas.

Respingo – A compra dos Rafale é o “Proer” lulista para a indústria aérea francesa.

* bacharel em Direito, mestre em Ciência Jurídica, na área de concentração em fundamentos do direito positivo, pela Univali.

  •  
  • Postado por Tiago

Muita discussão tem girado em torno do feriado de Carnaval, em função da tradição, em vários municípios, de não haver expediente nas empresas, bancos ou repartições públicas às terças-feiras depois da festa ou mesmo nas quartas-feiras de cinzas até meio-dia.

Esta tradição leva muitas pessoas a acreditar que é feriado e que, portanto, não precisam exercer as atividades nos seus locais de trabalho. A confusão ocorre também porque a maioria dos calendários aponta em vermelho a terça-feira de Carnaval, indicando, equivocadamente, que é feriado nacional.

A lei nº 9.093/95, que dispõe sobre feriados civis, estabelece que sejam feriados somente aqueles declarados em lei federal ou estadual.São considerados também feriados religiosos os dias de guarda conforme o costume ou tradição local declarados em lei municipal, que não poderão ser em número maior do que quatro dias no ano, já incluso a sexta-feira da Paixão.

Há uma outra legislação, a lei 10.607/2002, que dispõe sobre os feriados nacionais. Ela estabelece como dias de folga, para todo o país, as seguintes datas:

1º de janeiro – Confraternização Universal – Ano Novo

21 de abril – Tiradentes

1º de maio – Dia do Trabalho

7 de setembro – Independência do Brasil

12 de outubro – Nossa Sra Aparecida

2 de novembro – Finados

15 de novembro – Proclamação da República

25 de dezembro – Natal

Por isso, se não houver uma lei municipal estabelecendo que o Carnaval seja feriado, o trabalho neste dia será normal e o não comparecimento ao trabalho, caso a empresa não determine folga, acarretará prejuízos salariais ao empregado. Isso mesmo, quem não for trabalhar por conta da ressacada das festas de momo pode sofrer descontos no salário. Isso também vale para a quarta-feira de Cinzas.

As possibilidades de dispensa do trabalho

Pela legislação trabalhista, nos municípios em que não haja lei determinando que o Carnaval ou qualquer outro dia comemorativo por tradição seja feriado, há basicamente três possibilidades dos trabalhadores usufruírem desta folga sem prejuízos salariais e que possibilita também à empresa adequar a jornada de trabalho às suas necessidades de produção e demanda de serviços.

Uma delas é a compensação destas horas através do banco de horas, desde que este instrumento esteja previsto no acordo coletivo firmado entre patrão e sindicato da categoria. A outra é compensar a folga trabalhando-se um pouco mais nos dias seguintes, desde que não se ultrapasse o limite máximo diário estabelecido por lei e observado no acordo coletivo da categoria. E, finalmente, a folga determinada pela empresa, que é o que acontece na maioria das empresas brasileiras.

Regras valem inclusive para os domésticos

A relação de trabalho dos domésticos tem uma legislação diferenciada no Brasil. Mas a regra referente aos feriados e folgas, a princípio, vale para todos os trabalhadores, inclusive para os domésticos. A Constituição Federal assegura a essa categoria o direito a uma folga semanal e mesmo não se manifestando em relação aos feriados, para muitos doutrinadores, as folgas também valem para os trabalhadores domésticos.

Patricia Raquel é contadora, bacharel em direito, especialista em causas trabalhistas e consultora de RH – Consultoria & Treinamentos

(dra.patrícia_raquel@hotmail.com)

  •  
  • 08 fev 2010
  • Postado por Tiago

Corrupção, a violência e a criminalidade

São os maiores problemas enfrentados atualmente pelos brasileiros, segundo constatou pesquisa da confederação Nacional dos Transportes (CNT) e do Instituto Sensus. Para 69,4% dos brasileiros, a corrupção está aumentando no Brasil. Para 21,8% dos entrevistados, ela está como sempre esteve.

A violência e a criminalidade

São os problemas que mais incomodam os brasileiros (22,9%), seguido das drogas (21,2%), do desemprego (19%), da falta de oportunidades de trabalho (8%) e do sistema de saúde (6,7%).

Quanto à confiança em instituições

A maioria (69,8%) disse confiar sempre nas forças armadas; 49,8% disseram confiar sempre na imprensa; 40,1% no governo; 37,8% na justiça; 37,5% na polícia; 36% no serviço público e 9,3% no Congresso Nacional. A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 25 e 29 de janeiro, em cinco regiões, 24 estados, 136 municípios. Foram entrevistadas duas mil pessoas.

Internet banda larga

A Telebrás poderá cobrar entre R$ 15 e R$ 35 por mês pelo acesso à internet rápida, segundo o projeto de restauração da empresa a ser apresentado no dia 10 ao presidente Lula, como parte do plano Nacional de Banda Larga. O valor dependerá da região e da velocidade contratada, que deverá ser, no mínimo, de um megabit por segundo.

Caixa pode lançar cartão nacional

A Caixa Econômica Federal (CEF) poderá lançar uma bandeira de cartão de débito completamente nacional para concorrer com as estrangeiras Visa E1ectron, da Visa, e Redeshop e Maestro, da MasterCard. O banco estuda o assunto.

Imposto menor para segurar a gasolina

O governo reduziu a taxação sobre combustível para tentar anular o reajuste de R$ 0,10 anunciado pelas distribuidoras.

BC lança novas notas de real

Entre abril e maio, começam a circular novas cédulas de real. Elas têm tamanho variável e elementos de segurança para evitar cópias. Governo vai gastar R$ 1 bi para fazer novas cédulas. Notas de R$ 50 e R$ 100 começam a circular dentro de três meses. Quinze anos após a criação do real, a moeda do país vai ganhar cara nova.

Câmara bate recorde de faltas

O ano de uma das maiores crises do legislativo, marcada pela farra das passagens aéreas e pelos atos secretos, foi também o de recorde de faltas na câmara: 9820 em 2009, duas mil a mais que em 2008. A média de ausências no ano passado ficou em 16,7%, recorde na atual legislatura, iniciada em 2007. Do total de faltas, 1066 foram justificadas – por licença médica ou missão oficial autorizada. Só as faltas não justificadas são descontadas do salário. Em 2009, 41 deputados faltaram a 33% das votações.

Buracos

É um erro muito grande a prefeitura mandar tapar os buracos que as empresas de água, gás, luz e outras abrem a todo o momento e, depois, fecham com aquele acabamento primitivo, formando um morrinho no asfalto e de baixa qualidade. O que deveria é cobrar dessas empresas uma multa alta se elas não repararem o asfalto como estava antes. As ruas estão muito ruins de conservação e sempre temos de assumir os prejuízos em nossos carros.

Planos de saúde

Em vigor a partir do dia 7 de junho as novas regras para os planos de saúde, que deverão incluir em sua cobertura mais 70 procedimentos médicos e odontológicos. Transplantes de medula, vídeocirurgias e exames preventivos, como o do HIV para gestantes. ANS também ampliou a quantidade anual de consultas cobertas pelos planos para tratamentos com psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas e terapeutas ocupacionais. Agora é esperar o outro lado da moeda. Quanto isso nos custará?

Ciro Gomes

É o candidato de si mesmo. Na verdade, ele não quer nada além de valorizar o passe, aparecer, fazer ruído e, dessa forma, lá na frente, conquistar um bom cargo. Foi isso, exatamente, o que fez quando deu pinta de “opositor” a Lula nas eleições presidenciais vencidas pelo petista, ocasião em que desceu a lenha no metalúrgico durante a campanha, para logo depois da derrota surgir uma barbinha sintomática e arrebatar vaga de ministro.

Bondades para uns…

O governo brasileiro abriu mão de US$ 608 milhões com o perdão de dívidas de sete países africanos e três latino-americanos (Nicarágua, Cuba e Bolívia). Quanta “bondade”! Já para corrigir os benefícios dos aposentados, que contribuíram durante 35 anos para a previdência social e tiveram 50% de redução em suas aposentadorias, alega não ter recursos…

* jornalista, radialista e apresentador de TV

  •  
  • Postado por Tiago

Algumas pessoas têm-me perguntado porque enviei uma carta à assembleia legislativa pedindo aos deputados que liberem a justiça catarinense a examinar, soberanamente, a denúncia oferecida contra mim pelo Ministério Público. Minha resposta tem sido simples: quero ser julgado, pois não posso viver sob suspeição. Sou acusado de um crime que não cometi. Preciso desse julgamento como uma pessoa precisa de ar para sobreviver.

Nunca me coloquei, não me coloco e nunca me colocarei como um cidadão acima de qualquer suspeita. As atitudes arrogantes nunca combinaram com o meu jeito de ser e de fazer política. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, deu, recentemente, em sessão da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado um depoimento que atesta esse meu jeito de fazer política. Ao comentar aspectos da função do Ministério Público, Gilmar Mendes alertou, inicialmente:

– É preciso ter muito cuidado para que também aqui não se utilize o processo como pena, há uma tendência muitas vezes de se utilizar o processo como pena, violentando de forma muito clara a dignidade da pessoa humana. Faz-se uma investigação, sabe-se às vezes que essa investigação é insuficiente, mas dá-se curso a uma ação penal e depois se quer que o juiz receba a denúncia, às vezes auxiliado por uma pressão da opinião pública.

Em seguida, Gilmar Mendes referiu-se a um caso que eu mesmo enfrentei há alguns anos atrás. Ele contou:

Eu me lembro de um senador que hoje é o vice-governador de Santa Catarina, que vivia no Supremo Tribunal Federal pedindo para ser julgado, Leonel Pavan. Vivia pedindo para ser julgado de um processo que nascera quando ele fora prefeito de Camboriú, imputava-lhe uma participação indevida numa licitação, porque contra ou uma não realização de licitação, uma dispensa de licitação indevida, isto levou praticamente toda sua vida pública, de prefeito de Camboriú até a decisão recente, que foi de absolvição.

Ainda em dezembro, quando o Ministério Público ofereceu-me a denúncia em questão, dei várias entrevistas à imprensa clamando por um julgamento rápido. Como vice-governador, pela constituição do estado de Santa Catarina, qualquer denúncia contra mim deve ser autorizada pelo legislativo. Meu advogado entrou com petição à relatora deste meu caso dispensando a consulta à assembleia. O Tribunal de Justiça, em reunião do dia 20, entendeu que essa prerrogativa pertence ao cargo e não ao seu ocupante. Encaminhou, então, o pedido de autorização ao legislativo.

Eu poderia ter trabalhado junto aos deputados da aliança de apoio ao governo (PSDB, DEM e PMDB), maioria dos votos, para que a autorização fosse negada. Haveria chances concretas de o caso ter esse desfecho político. Seria incoerente e talvez não me livrasse da suspeição.

Sinto-me aliviado. Sou inocente. Seja feita, contudo, a vontade da Justiça Catarinense.

*Vice-governador de Santa Catarina e presidente licenciado do PSDB-SC

  •  
  • Postado por Tiago

O repique da Bovespa

O primeiro pregão de fevereiro decidiu dar um alento aos investidores a partir de boas notícias vinculadas ao noticiário local e no setor externo. Mas durou pouco. Agora, já parece um consenso para os grafistas que a baixa está a caminho. A Bovespa, após consolidar um suporte na faixa dos 64.500, não teve forças para repicar, apesar do estado sobre-vendido. Esse é um comportamento típico de baixa, com quedas fortes e com volume e repiques fracos com baixo volume.

A situação externa

O produto interno bruto (PIB) americano apresentou forte expansão no quarto trimestre do ano passado, apesar do resultado anual ter ficado em -2,5 %. As medidas do presidente Obama, no que se se referem ao orçamento, deixam claro que as medidas que estão impulsionando a economia não podem parar (ainda). Em resumo, o momento é de severidade na condução da política econômica e aumento de impostos na terra do Tio Sam.

Reformulação do sistema financeiro

O assunto que vai dar muito pano para manga é a proposta de regulamentação do sistema financeiro internacional. Uma necessidade, sem dúvida, que demanda esforços urgentes de todos os países que neste momento têm feito excessivos gastos para a manutenção da atividade econômica a custo dos seus orçamentos. Esses déficits são outro problema que terão que ser tratados em paralelo, para que não gerem novas especulações em um momento ainda delicado para a economia mundial.

As mudanças propostas…

… vêm em linha com uma política de restrição dos grandes salários dos executivos, que ganham por resultados e acabam gerando distorções nas políticas de condução dos bancos. Ocorre que, teoricamente, os executivos focam grandes ganhos no curto prazo e assim bombar seus salários. Então, entre as bolhas imobiliárias e derivativos que se formaram, acabaram por elevar sobremaneira estes ganhos que geram maior risco na condução do sistema de maneira geral. Na verdade estamos falando na ponta do iceberg…

Desvalorização do Real

A coluna já comentava a pancada que o setor exportador vem passando na gestão do governo Lula. Este assunto vem em linha com o crescente déficit das contas públicas brasileiras. Entretanto, o que o setor busca, na realidade, é uma desoneração dos tributos para a exportação. O certo é que ainda tudo está incerto nesta matéria. Há expeculações, apenas, de que novidades deverão aparecer nas próximas semanas.

Entenda o economês

Mercado sobre-vendido: trata-se de uma análise que operadores fazem com o índice de força relativa (IFR) para tomada de decisão. Por definição, acima dos 70 pontos, o mercado pode ser considerado “comprado”, sugerindo um ponto interessante de venda, e oscilações abaixo dos 30 pontos indicam que o mercado pode estar “sobrevendido”, indicando um possível ponto de compra.

Suporte: A zona de suporte indica uma área de congestão onde as compras e vendas se balizam no aguardo de condições mais propícias para avanços a novas áreas de resistências, dentro do dia a dia do mercado acionário. É algo assim: os investidores aguardam para ver se vale a pena comprar ou vender ações.

Edward Mundy é consultor financeiro da Mundy Intermediação & Finanças Corporativas [edward@mundyintermediacao.com.br / www.mundyintermediacao.com.br]

  •  
  • Postado por Tiago

Abre o jogo

Finalmente Glória Pires conta sobre o ?caso? entre o marido e a filha: processou quem inventou o boato e se mudou para Los Angeles para proteger Orlando Morais e Cléo Pires das ?maldades?. Ela vai contar mais detalhes em sua biografia, incluindo sua experiência com drogas…

Chupando dedo

Advogado do espólio de Michael Jackson não querem pagar ao pai do cantor, Joe, mesada que ele reivindica de 15 mil dólares mensais. O argumento é que Michael nunca sustentou o pai quando era vivo, logo não deveria fazê-lo agora…

Mãezona

É fofo ver Glória Maria curtindo o mar de Ipanema com as filhas, Maria e Luiza: brincam na beirada, fazem castelo e mergulham no ?rasinho?. Depois do banho, Glória ainda as lava com água doce e repassa o protetor solar!

Tapinha de amor não dói!

Maria Gadú se envolveu numa briga com outra mulher no aeroporto Tom Jobim (RJ). Resultado: todo mundo foi parar na delegacia.

É mole?

Cláudia Leitte transformou o aniversário de um ano do filho Davi em uma mini micareta?: os convidados recebiam abadás na entrada! Incluindo as crianças!

Só para quem pode

Gilberto Gil aprovou na hora a novidade no camarote 2222, comandado por sua esposa Flora Gil, em Salvador: massagistas de pés atenderão os VIPs durante toda a noite.

Com a bola toda

Separação de Dudu Nobre e Adriana Bombom: ficou decidido que ele continua morando na casa onde viveu com a ex. Aliás, ainda estão sob o mesmo teto. E para quem está com peninha da Bombom, ela sai do casamento com três apartamentos, um carro zero e, é lógico, pensão!

Xi…

Bárbara Paz e Adriana Birolli, respectivamente Renata e Isabel de ?Viver a Vida?, não se bicam! Aliás, contratadas para participar de um mesmo evento, pediram para se sentar em lado opostos!

Será?

Com medo de processo, a apresentadora Elena Di Cioccio, que teria ?apalpado? aquela parte de David Beckham, agora nega: só apertou a coxa do craque. Mas saiu gritando ?que pequenino? do mesmo jeito. Detalhe: o programa é uma versão italiana do ?CQC?.

Poderosos

A construção da nova casa de Gisele Bündchen e Tom Brady, na Califórnia, está a todo vapor! O casal comprou a propriedade por 12 milhões de dólares e será vizinho de muro do governador Arnold Schwarzenegger.

Pegou pesado?

Do major Silvio Correia sobre a soldada da PM baiana Anamara, no BBB: ?Essa vagabunda está expondo a corporação?. O major quer que Anamara peça pra sair! O major é presidente da associação dos PMs.

Fakes, tremei!

Mateus Solano perde a esportiva: vai processar todos os autores de seus perfis falsos (quatro no total), no twitter. Já contratou advogado e quer entrar com ações em 15 dias!

Era só o que faltava

Record reclamando de cópia da Globo! É que a máfia será pano de fundo de ?Passione?, tal qual em ?Poder paralelo?.

Nem celebridades, nem ex-BBB!

Boninho garante que a 11ª edição do programa (em 2011) será só com gente ?normal e desconhecida?. E até pediu desculpas por ter ?deixado? Joseane e Dourado voltarem a casa.

priscila_pires

Priscila Pires: ?Sou princesa devassa ideal para casar!?

Paredão: Paola Oliveira

Nelson-Rubens_Paola-Oliveira

NR: Quem é você?

PO: De bem com a vida!

NR: E a Verônica?

PO: Vilã total!

NR: Infância?

PO: Dava porrada…

NR: Diploma?

PO: Fisioterapia!

NR: Samba no pé?

PO: Sempre tive!

NR: Ciumenta?

PO: Já fui! Parei com isso…

NR: Sexo

PO: É 50%.

NR: Joaquim Lopes?

PO: Tudo ótimo!

NR: Casamento?

PO: De véu e grinalda.

  •  
  • Postado por Tiago

msupersurf@hotmail.com

WQS em Fernando de Noronha

As principais estrelas do Hang Loose Pro Contest 2010 começaram a se apresentar em Fernando de Noronha, com o início da segunda rodada da competição na quarta-feira. A Cacimba do Padre ainda não mostrou todo o potencial das suas ondas e novamente teve paralisação por causa da maré seca.

O catarinense Willian Cardoso, de Balneário Camboriú, é um dos sobreviventes das batalhas e segue na briga pelo cheque de 20 mil dólares oferecido ao campeão da etapa de nível 6 estrelas e status prime do WQS.

Ele obteve 9,54 pontos e garantiu classificação em segundo na bateria vencida pelo norte-americano CJ Hobgood, que conseguiu a somatória 10,53. Pior para os havaianos Tonino Benson e Granger Larsen, que foram eliminados.

Outro destaque foi o cearense Pablo Paulino, que arrancou notas 9,93 e 7 pra derrotar o brazuca baiano Bernardo Lopes e os americanos Damien Hobgood e Gabe Kling. No tubo mais insano da prova até o momento, o cearense despencou numa onda da série já em direção ao canudo e saiu limpo.

“Estou amarradão por ter passado uma bateria super difícil contra três caras de alto nível. Quero conquistar um excelente resultado aqui e já estou procurando um patrocínio”, disse o brou Pablo Paulino ao sair da água. O cearense cumpre contrato com seu patrocinador até o próximo mês.

Na briga pela segunda vaga, Damien fez uma forte marcação nos instantes finais pra impedir a virada de Gabe Kling, que precisava de 6,36.

Muitos brasileiros ainda seguem na prova e o duelo contra os estrangeiros rumo ao título da etapa é muito forte e importante

Quilombo na ativa

Neste sábado acontece a 2º copa Skimg de Surfe Amador na praia do Quilombo, na Penha, com início às 9h. O campeonato deve reunir surfistas de várias cidades. Os brous estão de olho na premiação do evento e as disputas serão acirradas nas boas ondinhas do pico. A previsão não é de mar grande, mas com certeza vai ter umas ondas de até um metro.

Esta é a segunda edição do campeonato. No verão passado o evento foi um sucesso, com praia lotada e boas ondas. Pra este ano os organizadores prometem outro belo campeonato.

  •  
  • Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Contestando

O comendador Cídio Sandri me ligou e contestou o que escrevi na coluna de quinta-feira. Afirmei que para fazer um bom time para disputar o campeonato Catarinense da Divisão Especial e o campeonato Brasileiro da série D o Marinheiro precisava, no mínimo, de uma folha de pagamento em torno de R$ 120 mil mensais. Segundo o comendador, com este valor ele faz três times.

Lembrança

Ele lembrou também que em 1999 a moeda já era o real e com uma folha de pagamento em torno de R$ 16 mil mensais fez um time que chegou à decisão do título. Afirmou também que só não foi campeão porque a federação Catarinense de Futebol não deixou.

Só que …

os tempos são outros e o futebol ficou mais caro, mas por outro lado temos exemplos no próprio futebol catarinense de clubes com pouco dinheiro que conseguem fazer bons times. Cídio citou o Atlético de Ibirama, que com folha de pagamento baixa, consegue estar sempre entre os primeiros do nosso campeonato. Ressaltou que tudo é questão de competência e de saber administrar aquilo que se tem à disposição.

Agora é tarde

Conversei outro dia com um presidente de clube que está disputando o campeonato Catarinense, e a conversa girou em torno das vagas para a copa do Brasil. Ele considera um absurdo dar uma vaga para a copa Santa Catarina e deixar de fora o vice-campeão estadual. Perguntei se ele era contra, porque votou a favor no congresso técnico? O dirigente respondeu que na frente do presidente da federação Catarinense Futebol, Delfim Pádua Peixoto Filho, mesmo não concordando, todos votam a favor das ideias do homem, pois ninguém ousa contrariá-lo.

Não é bem assim

Tinha sido informado pelo diretor de futebol do Marcílio Dias, o Euzébio Pereira Neto, o Caloca, que o Paulinho Portugal seria o novo coordenador do departamento de futebol profissional do Marinheiro. Só que conversando com o Paulinho, fiquei sabendo que houve uma conversa para que ele fizesse uma parceria com o departamento de base, inclusive com a responsabilidade de trazer investidores para o clube. Diz que não aceitou, até porque está muito bem no Metropolitano. Além disso, acho improvável ele voltar ao Rubro-anil, já que ganhou uma ação contra o clube no valor de R$ 200 mil e não abriria mão do que tem a receber.

Imperdível

Neste domingo o programa Univali Esportes, no canal 26 da TV Univali, terá a presença do presidente do Marcílio Dias, Abelardo Lunardelli.

Segundo…

a profecia de um ‘ex-dirigentezinho” do Marinheiro, se o clube parasse toda a imprensa esportiva de Itajaí morreria de fome. Mas pelo que se vê tá todo mundo empregado e trabalhando. Pra variar, não acertaram uma.

Abraços…

ao diretor da rádio e tevê Univali, Alberto César Russi, o Betinho, torcedor fanático do Marcílio Dias e do Botafogo. Ele é leitor da coluna e do nosso DIARINHO.

  •  
Próxima Página »