• 09 fev 2010
  • Postado por Tiago

TOPO-CAPA-GERAL---g---vela-falta-de-luz---divulgaçao

O estouro de vários geradores deixou uma galera sem luz no começo da noite de ontem, em Itajaí. Teve lugar que ficou mais de duas horas no breu e a galera precisou acender uma vela pra se achar. A reportagem tentou ligar inúmeras vezes pro plantão Celesc, mas os fones só davam ocupado. Detalhes na edição de amanhã

  •  
  • Postado por Tiago

Caminhão-pipa recebeu escolta pra pegar água na Fazendinha

Cerca de cinco mil peixeiros continuam sofrendo com o perrengue da falta de água, que começou pra valer na semana passada. As famílias da Fazendinha, Fazenda, Cabeçudas e praia Brava são as que mais sentem falta do líquido precioso, e ontem um caminhão-pipa precisou até de escolta pra pegar água numa sub-estação na Fazendinha, tamanha a revolta do povão. Pra piorar, a justificativa do pessoal do Semasa pra escassez segue sendo a mesma: os locais mais atingidos ficam na parte alta da city e, como o povão tem abusado no consumo em outras regiões, a água não chega nessas localidades.

Reginaldo Matias, 34 anos, morador da Fazendinha, falou que na noite de domingo muita gente tomou banho na sub-estação da rua Venezuela, porque não tinha uma gota em casa. ?Já que não tem água em casa, vim tomar banho no registro do Semasa?, diz Reginaldo.

Já a servente Jaqueline Machado, 24, fez uma denúncia. Garantiu que na madrugada de segunda a água transbordava pela rua Venezuela. ?Acordei às 6h20 e isso aqui parecia uma cachoeira. A água vazava por cima da caixa, porque a boia tava quebrada?, diz, indignada.

Ontem, um caminhão-pipa recebeu até escolta de uma caranga do grupo de apoio preventivo (GAP) da Codetran, pra conseguir pegar água no local. O povão, que já tinha feito protestos no domingo, tava revoltado com o vazamento e também por ainda continuar sem água.

Quem também tava injuriada era a comerciante Marlize da Silva, 45, moradora da praia de Cabeçudas. Ela ligou pro DIARINHO e falou que lá a água tá chegando dia sim, dia não. ?A água voltou na sexta-feira, faltou no sábado e voltou no domingo de noite, mas desde às 9h de hoje (ontem) não chegou mais?, garantiu Marlize.

Veja bem!

Flávio Farias, diretor geral do Semasa, contou que nessa madrugada seriam fechados novamente os registros dos bairros São João, São Vicente e Vila Operária. O objetivo é fazer a água chegar com força na estação do centro, pra levar o líquido pro sul da city. ?Com a manobra dessa madrugada, o problema dos bairros altos será resolvido. Amanhã (hoje) eles devem estar com água?, garantiu o chefão do Semasa.

O abobrão ainda acredita que, com a diminuição do calor, a galera deve consumir menos, ajudando que não falte água pra mais ninguém. Ontem, o fornecimento já estava normalizado em Navegantes, que também é abastecida pelo Semasa.

Pra resolver a questão divez, a autarquia jura que tá fazendo a ampliação do sistema, o que vai duplicar a capacidade de envio de água pras casas – de 650 litros por segundo pra 1200 litros por segundo. Também está construindo três novos reservatórios, com capacidade pra armazenar mais de nove milhões de litros. A previsão pra tudo ficar pronto e funcionando é em dezembro 2010. ?O sistema deixará Itajaí preparada pros próximos 30 anos?, garante Murilo José, assessor de comunicação do Semasa.

  •  
  • Postado por Tiago

BAIXO-CAPA-GERAL---cara-de-itajai---margarete-(2)

Margareth via a vida da janela de seu apartamento

Os dias não serão os mesmos pra muita gente que vive nos arredores da igreja Matriz, ou passa diariamente pela esquina da rua Brusque com a João Bauer. Margareth Pires Pereira, aquela tiazinha que vivia na janela de seu apartamento em cima da lanchonete Garoto, faleceu no último sábado, aos 53 anos, vítima de enfarte. Ela deixou dois irmãos e oito sobrinhos, e foi enterrada no cemitério da Fazenda, onde já estavam seus pais e um irmão.

Margareth era uma espécie de guardiã do coração da city. Ela literalmente via a vida passar pela janela de seu apê e repetia o ritual diariamente. Com olhar atento, passava boa parte do dia admirando a igreja Matriz e o vai-e-vem do povão que passava por lá. Quando estava feliz, também se emperiquitava toda e cantava músicas da sua juventude.

Margareth sonhava em casar e ter filhos, mas isso não aconteceu. Em setembro de 2005, numa entrevista ao DIARINHO, a mulher da janela revelou que não descartava fazer inseminação artificial pra ter um bebê, mas não teve grana pra isso. O desejo dela era tão grande em ter um filho, que manteve um quarto com mais de 20 bonecas e ainda vestidinhos, berço, carrinho, lembrancinhas e enxoval completo pro seu tão sonhado bebê.

A peixeira era paqueradora, mas ao contrário das outras moças da sua época, não frequentava bailes. Ela preferia ficar na janela, à espera de seu príncipe encantado. Margareth morou sozinha durante 20 anos, sempre no mesmo endereço, e ficará na lembrança dos peixeiros que em algum momento passaram e avistaram ela curtindo seu mundo, da janela do apê.

  •  
  • Postado por Tiago

A onda de calor, que parece ter dado uma trégua ontem à tarde, trouxe consequências na região da Grande Floripa, principalmente durante o fim de semana. Vários bairros da capital e das cidades vizinhas ficaram na mó secura por causa do aumento do consumo. O povo da região norte da ilha e bairros da bacia do Itacorubi, também na ilha, penou e nem banho de canequinha conseguiu tomar, já que não saía nada das torneiras e a chuva não dava as caras há dias.

Pra evitar mais berreiro e prevenir o cancelamento de viagem da turistada que afivela as malas pra passar o Carnaval na região, a Casan aumentou em 18% a vazão do líquido precioso na Grande Floripa. Com isso, ao invés dos normais 1850 metros cúbicos por segundo são disponibilizados dois mil metros por segundo.

Mesmo com a boa vontade da Casan, muita gente demorou pra ver a água sair da torneira. O superintendente da companhia na Grande Floripa, Carlos Alberto Coutinho, joga a culpa na falta de respeito ao plano diretor da cidade. A cada dia, prédios e mais prédios são erguidos sem que haja redimensionamento da rede. “O crescimento da cidade tem que ser seguido de investimento, tanto na captação, quanto no tratamento ou na distribuição. A Casan tem feito investimentos na estação de tratamento e em outras áreas, mas o crescimento é grande e esses investimentos não seguem o mesmo procedimento”, conta. Caminhões-pipa já foram contratados pra abastecer os pontos mais críticos.

  •  
  • Postado por Tiago

O gestor do fundo Municipal de Saúde de Balneário Camboriú, Rafael Schroeder, avisou que tá contando com a aprovação de um projeto de lei encaminhado à câmara de vereadores pelo prefeito Edson Periquito (PMDB) pra abrir o pronto atendimento (PA) 24 horas do bairro da Barra. O novo postinho tá na fase final de acabamento. Já tem até equipamentos comprados, que tão guardados num depósito, mas ainda não teve o modelo de gestão votado pelos edis.

A turminha da oposição já se manifestou a respeito, e o vereador Fabrício de Oliveira (PSDB) disse que não aprova nada enquanto não souber quanto vai custar a manutenção do PA. Só depois da proposta aceita é que a prefa vai fazer a licitação pra contratar a equipe de profissionais que vai cuidar da saúde do povão.

Por enquanto, as obras do postinho tão na parte interna. Ainda esta semana abre a licitação pra fazer a adequação da fachada do prédio, e os barnabés da secretaria de Obras deverão começar a cuidar do entorno.

  •  
  • Postado por Tiago

O povão peixeiro tá convocado pra comparecer hoje, às 19h, no auditório da prefa, na audiência pública que vai tratar da nova guarda municipal. O projeto da secretaria de Segurança do Cidadão é polêmico e prevê que os guardinhas trampem armados, ajudando as polícias Federal, Civil e Militar no combate ao crime. Como existe muita gente contra dar poder de puliça pros guardinhas, a audiência promete ser quente.

O objetivo é abrir 120 vagas pros itajaienses ajudarem na segurança da city, com salário em torno de R$ 1,5 mil. Caso não exista oposição na câmara de vereadores, será aberta licitação e, logo em seguida, concurso público, que rolaria em parceria com a Univali. A primeira turma, com 60 guardinhas, ficaria pronta pra encarar os bandidos no primeiro semestre do ano. O projeto custaria aproximadamente 1% da previsão orçamentária da prefa peixeira.

  •  
  • Postado por Tiago

INTERNA-BRE-GERAL-2---caminhao-lixo-bc---divulgaçao

Coleta vai pesar um pouco mais no bolso do povão

Começa a chegar esta semana, nas casas dos moradores de Balneário Camboriú, o carnê da coleta seletiva de lixo. Antes de abrir a continha e cair pra trás, é bom o povão se preparar porque a fatura ficará 5,93% mais cara. O aumento do preço foi pedinchado pela Ambiental, empresa terceirizada que faz o trampo, e aprovado pela prefeitura.

A gerente regional da Ambiental na Maravilha do Atlântico Sul, Rosicleia Maestri, explica que o reajuste é anual e está previsto no contrato firmado em 1997. Os carnês chegarão às baiucas com valores entre R$ 120 e R$ 260. O cálculo leva em conta o serviço prestado e o bairro onde o sujeito vive. ?Quantas coletas na semana são feitas, se é só coleta ou serviços gerais de varrição junto?, exemplifica a muié.

O reajuste é só metade do que o povo da Ambiental queria. A assessoria de imprensa da prefa informou que a empresa pedinchou um aumento de 13% na tarifa cobrada pelos serviços, mas o prefeito Edson Periquito (PMDB) bateu asas, chamou o pessoal na chincha e resolveu negociar. Depois de muito conversê, o homem-pássaro entendeu que os quase 6% de reajuste estariam bem pagos, pois estão abaixo da taxa de inflação. A empresa justificou que precisava aumentar os preços, pois tava pagando mais pelos materiais usados pra realizar os trabalhos.

Fez cagada

No ano passado, a Ambiental ficou chupando o dedo e não teve aprovado o seu aumentinho. O prefeito-ave não topou o reajuste, pois entendeu que a empresa fazia um serviço de porco, deixando ruas sujas, além de atrasar a coleta do lixo. ?A Ambiental está melhorando o serviço e compreendendo o que queremos para a cidade. Na negociação, reconheceram as falhas do ano passado e querem ser parceiros do poder público na preservação da limpeza do município?, explicou o homem-pássaro.

Na época, o reajuste da Ambiental foi cancelado porque Periquito soube que uma equipe da secretaria de Obras tava tendo que recolher o lixo da praia durante a madruga, além de fazer a varrição na avenida Atlântica, serviços que deveriam ser da empresa terceirizada. Pra piorar, a Ambiental atrasou o recolhimento do lixo da área central, que é a maior produtora de catingueira e deve ter coleta todo santo dia.

Os carnês com a nova facadinha serão distribuídos a partir desta semana. Serão entregues 16 mil boletos, de casa em casa. Os vencimentos serão entre os dias 22 e 28 de fevereiro e os carnês são divididos em 12 parcelas, pro povão não sentir o rombo no bolso de uma vez só.

A Ambiental ganhou a autorização pra fazer a coleta de lixo e limpeza das ruas de Balneário Camboriú há 13 anos e está fazendo o trampo há mais sete.

  •  
  • Postado por Tiago

Galera que curtia a praia Central de Balneário até fechou os guarda-sóis ontem

A frente fria que chegou ontem ao litoral da Santa & Bela vai aliviar o calorão pelos próximos dias. A previsão dos meteorologistas da Epagri/Ciram é que a temperatura chegue a, no máximo, 28 ºC daqui pra frente. O problema é que também vem chuva por aí, o que pode melar os planos de quem pretendia curtir mais alguns dias de praia. Não tá descartada a possibilidade de uma nova onda de calor até o final do verão.

A meteorologista da Epagri/Ciram, Gilsânia Cruz, explica que as altas temperaturas foram consequência do fenômeno El Niño, que aquece as águas do oceano Pacífico, junto com a falta de força das frentes frias dos últimos tempos, que ficaram estacionadas em cima da Argentina, do Uruguai e do litoral gaúcho. ?Recebemos um fluxo de vento muito quente, vindo do norte?, comentou.

A temperatura mais alta registrada em Itajaí foi de 37° na sombra, na quinta-feira da semana passada. ?Pra quem estava sob o sol, com certeza ultrapassou os 40º?, diz Gilsânia.

Com tanto calor, quem teve que trabalhar ao ar livre sofreu um bocado. Foi o caso da vendedora de milho e churros Quitéria Gomes, 31 anos, que trampa na praia Central de Balneário Camboriú. ?Só com muita água e refrigerante pra aguentar?, disse.

Ontem à tarde ela viu, junto com a turistada que tomava conta da praia, quando uma nuvem escura tomou conta do céu da Maravilha do Atlântico. Pra quem tava curtindo o sol, a única alternativa foi fechar o guarda-sol e torcer pra não se molhar. ?É bom que tenha refrescado, porque tava quente demais?, disse a turista argentina Mariela Martinez, 39.

Gilsânia, da Epagri/Ciram, falou que as nuvens escuras poderão ser frequentes nos próximos dias. ?Teremos mais chuvas, mas em compensação o calorão foi embora?, avisou. Ela comentou que essa foi a segunda onda de calor desde o início do verão. ?Foi uma em novembro, e essa de agora?, finalizou. Uma nova leva de altas temperaturas não tá descartada até o mês de março.

  •  
  • Postado por Tiago

INTERNA-BAIXO-GERAL-2---g---pirataria-na-festa-dos-navegantes-(12)-ok

Festa acabou, mas camelôs ainda vendiam produtos piratas

A festa de Nossa Senhora dos Navegantes acabou, mas ontem à tarde boa parte dos camelôs instalados na feirinha da avenida Santos Dumont ainda continuava no local vendendo mercadorias pirateadas. Pra piorar, os que foram embora deixaram um rastro de sujeira. Era sacola de lixo, garrafas e até produtos que ?encalharam? largados pelos cantos e até em poças de água.

De acordo com o secretário de Segurança da city, responsável também pelo trânsito dengo-dengo, Joab Bezerra Filho, alguns camelôs seguiam ali porque as otoridades estavam esperando os caminhões de mudança retirarem as estruturas do palco e da feirinha. A promessa é de que a avenida seja totalmente liberada esta manhã. Já sobre a sujeira, Joab lamentou a porquice dos camelôs. ?Infelizmente isso ocorre em qualquer festa. Mas o pessoal da limpeza vai cuidar de tudo?, garante.

Pirataria

Ainda ontem, alguns camelôs apelaram pra conseguir uma grana e acabar com os estoques. Dois deles colocaram uma toalha no chão e começaram a vender cds e dvds piratas, coisa que é proibida por lei. Um comerciante foi tão cara de pau que berrava pela rua pra galera aproveitar a oportunidade, porque o cd tava saindo apenas R$ 1. ?Vamos encher a sacola, minha gente?, gritava o homi.

Neste caso, Joab lavou as mãos e disse que a responsa de resolver a situação da pirataria é da Receita Federal. ?Eu até tentei coibir este tipo de venda, mas sempre têm uns que querem aproveitar?, lasca o abobrão.

A PM, que também pode guentar a galera que vende produtos piratas, afirma que o ideal é que a fiscalização da prefa e a PM montem uma operação conjunta pra acabar com esta prática. ?A PM sozinha não consegue impedir?, explica o tenente Rafael Vicente, responsável pela comunicação dos milicos de Navega.

  •  
  • Postado por Tiago

Os três principais tipos de tumores malignos de pele são:
carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma,
sendo que apenas este último pode levar à óbito, quando não tratado precocemente.

Seguem os números da campanha de 2008 em Santa Catarina: 1611 pacientes atendidos em todo o Estado, destes 8,9% tiveram diagnóstico clínico de carcinoma basocelular, 2,5% de carcinoma espinocelular e 1% de melanoma.

Ao contrário que saiu na matéria do dia último dia 3, quando foi divulgado que os três tipos de tumores eram malignos.

  •  
Próxima Página »