• Postado por Tiago

Dia 5 de maio de 1999

Segunda-feira entramos com ação preparatória de ação popular que ajuizaremos nos próximos dias, visando responsabilizar aqueles que, engrupindo a boa fé do prefeito Bellini, o induziram a entrar na jogada de pagar o aluguel do galpão onde querem instalar uma Vara da Justiça Federal na cidade.

xxx

Temos deixado claro que somos totalmente a favor da instalação da Vara Federal na cidade de Itajaí, por motivos que são mais que óbvios. O que não podemos é admitir que, a pretexto de causa tão nobre, espertalhões induzam o prefeito Bellini a entrar numa fria e locar, sem concorrência pública, indispensável no caso, prédio a preço estratosférico.

xxx

No caso, só tenho a lamentar que, mais uma vez, pessoas de dentro da prefeitura, defendendo interesse de safadistas, traiam a confiança e a boa fé de Bellini e o façam entrar numa jogada como esta.

xxx

Porque não abrir licitação para a escolha do prédio?

Porque já levar ao prefeito um “prato feito”, induzindo-o a pagar um aluguel que ele não teve nem oportunidade de discutir, beneficiando uma empresa com verdadeira loteria?

Por que não botar os pés no chão, procurando locação mais barata?

Por que não dar a outros a oportunidade de locar o local da Vara Federal?

Por que já a agência Osny?

Por que beneficiar determinada empresa, premiando-a com a verdadeira loteria de alugar um barracão abandonado a preço estratosférico?

(Continua na próxima edição.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 3 de maio de 1999

Neste feriado de 1º de maio, recebi telefonema de um velho amigo, ex-operário da Fábrica de Papel, meu cliente em várias ações trabalhista contra a mesma, ajuizadas na década de 60. Hoje o meu velho ex-cliente é vigia de uma empresa de pesca.

xxx

“Olha Dalmo” – dizia ele ao telefone – “queria que tu botasse no jornalzinho (designação carinhosa do povão ao DIARINHO) um recado pro Fernando Henrique.” E complementou: “manda ele enfiar no rabo o aumento do salário mínimo”. E desligou, pelo que percebi, puto da vida com o presidente de todos os brasileiros…

xxx

Alguém pode condenar o velho trabalhador (hoje já na casa dos 70), que pra não morrer de fome com a aposentadoria do INSS tem que trabalhar de vigia?

xxx

Pois eu endosso o recado do velho trabalhador: em nome do trabalhador brasileiro, mando o FHC “enfiar” no rabo o aumento do salário mínimo deste ano.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 1 e 2 de maio de 1999

Viram a última dos deputados catarinenses: aprovaram uma lei, os putos, autorizando a augusta assembleia legislativa a contratar até mais de 280 servidores.

Segundo constam, a treta foi aprovada com voto contrário da bancada do PT.

xxx

Nao tem que mandar essa cambada de safado pra puta que pariu?

Segundo comentário da imprensa da capital, a assembleia já tem 1075 vadios lá dentro. Já pensaram mais 280?

xxx

Outra: o autor do projeto foi o deputado Jayme Mantelli, aquele que “levou o dele” pra votar a favor do Paulo Afonso Gato. Lembram? Bem diz o ditado que cagão que caga um pote, caga um centro.

xxx

Depois, quando o povo mete o pau no político, ainda tem quem ache ruim.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 28 de abril de 1999

Você tem que tirar o chapéu pro governador Amin, que deu um puta troco pro judiciário barriga-verde.

Como o DIARINHO contou já em duas edições anteriores (segunda e terça) juízes de direito estavam concedendo, na galega, liminares, mandando pagar despesas de tratamento hospitalar pra pessoas que diziam necessita-los. Teve caso que, usando essa grana, acompanharam doente privilegiado aos Estados Unidos, além do próprio, pai, mãe e até intérprete. Já pensaram?

Tudo pago com dinheiro do povo, que tinha seus cofres abertos por “gazuas” manobradas por advogados safados e juízes, no mínimo irresponsáveis.

vvv

Que fez o Amin? Intimado de uma dessas liminares, mandou tirar o dinheiro pra cumpri-la (120 mil reais) do Fundo do Reaparelhamento do Judiciário. Uma mina de ouro que é administrada, ferreamente, pela cúpula do judiciário.

vvv

Com este ato, Amin comprou uma briga pro resto da vida. Mas demonstrou coragem. Agiu certo.

O DIARINHO, ao felicitar o governador pelo ato, felicita também o procurador geral do estado, Dr. Walter Zighelli. O governador e o procurador mostraram que, na defesa do dinheiro do povo, eles não têm medo de cara feia.

vvv

Parabéns, gente!

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 27 de abril de 1999

Temos denunciado aqui, por tantas vezes que já estamos nos tornando chatos, a insegurança total em Itajaí.

E não temos nos furtado de dar as causas dessas insegurança: a inação do delegado regional Renato Ribas, um “dendi”, locomotiva do society, político de voto, mas péssimo delegado. Bem como o desbunde da PM, de meses pra cá, ineficiente.

xxx

Infelizmente, a cada dia que passa mais se acentua a insegurança denunciada: esta semana já começa com a morte de um taxista e uma execução num bairro.

xxx

E enquanto isso? Enquanto isso o delegado Ribas passeia no Caribe, o safado, com um atestado médico de licenciamento da câmara, para tratamento de saúde. Tratamento de saúde uma merda. E o comandante da PM fica fazendo reuniões, reuniões e reuniões, pregando um tal de policiamento interativo, que está se revelando é uma mistura de nada com coisa alguma.

xxx

Não estaria na hora do secretário de Segurança mexer na segurança de Itajaí? Olha Dr. Carvalho, desculpa a má palavra. Mas tá uma merda.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 25 de abril de 1999

Acho que uma das coisas que prejudica a imagem do governo Bellini junto ao povo é a proximidade de Itajaí com Balneário. O que força o itajaiense e itajaiano, fatalmente, a fazer comparações.

vvv

Claro que isso não é tudo. Acho que, em primeiro lugar, o que mais deteriora a imagem do governo Bellini é a falta de comunicação. Pois seus serviços de assessoria de imprensa e marketing sempre estiveram entregue a amadores. A burros…

vvv

A segunda é a comparação de desempenho do governo Bellini com o governo do Pavan.

vvv

Vou dar alguns exemplos: na negociação com o Tribunal de Justiça, para transferência do terreno para a construção de um novo edifício do fórum. Pavan deu, mas levou: fez a doação do terreno pro fórum novo, mas ganhou o edifício do fórum atual.

No Itajaí, não! Bellini deu o terreno de mão beijada, sem nada de volta.

vvv

Veja o funcionamento da Procon. Em Balneário, a Procon sempre foi exemplo pro Brasil inteiro. Funciona mesmo. Já a de Itajaí, entregue a despreparados, a incompetentes e indolentes, serve pra porra nenhuma.

vvv

Hoje, o DIARINHO tá publicando matéria sobre a saúde em Balneário. Onde, sem alarde, o governo Pavan dá um banho no governo Bellini.

vvv

O governo Pavan tem um serviço de licitação competente, ágil e honesto. Não tranca a administração. O do governo Bellini é burro, lento e corrupto. Em Itajaí, licitação que não tem carta marcada é um parto. O que atrasa tudo.

vvv

E iríamos longe, citando exemplos e mais exemplos. Mas, para não nos alongarmos, ficamos por aqui.

Não sem antes dar mais um exemplo: o governo Pavan é um governo disciplinado e que tem diretrizes. Onde tem um chefe (o prefeito) que exige, berra, dá murro na mesa, se vira e cobra resultados imediatos. O governo Bellini é paradão, indisciplinado, permitindo que cada um faça o que bem entender. Suas decisões andam a passo de cágado.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 24 de abril de 1999

Nas rodas políticas da cidade de Itajaí se tem como certa a candidatura da dobradinha Volnei/Nelinho pra disputa a sucessão do prefeito Bellini.

vvv

Tudo bem, só com um detalhe: a candidatura destes dois políticos itajaienses e itajaianos tem assim um sabor de “prato feito”. Que já vem preparadinho, prontinho, com tempero e tudo. Sem que ninguém tenha pedido.

vvv

Volnei todo mundo conhece. Político sério, trabalhador, incansável na solução de problemas de saúde. Mas fica nisso… Outra coisa, aliás: importante e sério.

Nelinho, bom rapaz, ótimo amigo, como político, entretanto, é tíbio. Na hora da decisões, patina, mastiga, geralmente “pifa”.

Isso já foi demonstrado em várias passagens da sua vida política e, mais recentemente em dois episódios: quando titubeou e não se desincompatibilizou pra concorrer a deputado estadual e, agora, quando pra não brigar com o desgastado, desmoralizado e fujão Schmitt, pulou o tambor e saiu do PMDB. Ele que, bem mais moço, sem rabo, com boa folha de serviço afinal, talvez fosse o único, dentro daquele partido, a enfrentar o cara. Mas não, Nelinho patinou e, o que é pior, saiu da estrada e pegou um atalho.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 23 de abril de 1999

(Continuação da edição anterior)

Naquele tempo, o hoje banco Central se chamava Sumoc (Superintendência da Moeda e Crédito).

Três, quatro vezes por ano, vinham fiscais da Sumoc (o banco Central daquele tempo) fiscalizar o banco Inco.

O César Ramos, diretor do Inco, que, graças a Deus, ainda tá aí forte e rijo, pode testemunhar. O César mandava o capitão Galdino, o Ada Pfeisticker e o João Santos organizar a estada dos fiscais da Sumoc aqui. Era pescaria na ilha das Galés, altas festas nos melhores restaurantes, bacanais nos melhores puteiros de Blumenau, naquele tempo os melhores puteiros do estado.

xxx

Os fiscais da Sumoc nem passavam pela calçada do banco Inc

o. Era pescaria, banquete e putaria. Dali, pro aeroporto (que ficava na rua Blumenau), e de volta ao Rio de Janeiro.

Fiscalizavam porra alguma.

xxx

Pelo jeito, o hoje banco Central faz o mesmo. Senão, como explicar o estouro de bancos como o Econômico, o Bamerindus, o Nacional , esse tal de Marka e tantos outros? Qualquer aprendiz de auditor que passasse meia hora dentro do banco Nacional, por exemplo, já sentiria o cheiro da putaria. Cheiro que os fiscais do banco Central, em anos e anos de “fiscalização”, nunca sentiram..

xxx

Daí minha conclusão: o Brasil é um país governado por burros e safados.

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 23 de abril de 1999

Ratifico aqui matéria publicada nesta mesma coluna, dias atrás, quando escrevi que o Brasil é um país governado por burros. E dei exemplos.

Hoje, aquela observação, acrescento… e safados.

xxx

Depois desta que descobriram que o ex-presidente do banco Central, Chico Lopes, tem um milhão e 600 mil dólares depositados no exterior, você vai pensar o quê?

Chico Lopes não é um carinha qualquer. É da equipe do Fernando Henrique que implantou o real. Ocupou o cargo mais importante da República, ou seja, o de presidente do banco Central. O banco Central, que é o dono do dinheiro no Brasil. Vão ver o cara, presidente do banco Central, ao invés de botar seu dinheiro em banco brasileiro, não. Bota no exterior.

Quer dizer: ou o dinheiro do Chico Lopes tem origem escusa e o sacana tinha que escondê-lo, ou ele, que foi presidente do banco Central, o fiscal dos bancos, não confia no nosso sistema bancário. Por isso, botou “o seu” lá fora.

xxx

De qualquer forma esse Chico Lopes é um sacana, de copa e cozinha do presidente FHC.

xxx

Quando ouço falar em banco Central, que pra mim é uma “casa de puta”, pois nunca fiscalizou banco porra nenhuma, me lembro do tempo do banco Inco. Que pra quem não sabe, foi um banco fundado em Itajaí, que chegou a ser um dos maiores do país e que foi vendido ao Bradesco na década de 60.

xxx

(Continua na próxima edição)

  •  
  • Postado por Tiago

Dia 22 de abril de 1999

Você liga a TV e parece que deu a doida no mundo. Tá tudo virado de cabeça pra baixo ou pentelho pro sol.

Vejam se não é de espantar: apreendida droga num avião da FAB. Já pensaram, a gloriosa FAB, arma de elite das nossas forças armadas, de repente, mera traficante de droga como qualquer bandidinho pé-de-chinelo?

xxx

Juízes trabalhistas são acusados de irregularidades.

Foi o caso do presidente do TRT de Paraíba, que comprou um imóvel pro arquivo do Tribunal por 250 mil e cobrou 710 mil. Comeu 460 mil, o puto.

Diz que, ainda na Paraíba, só um juiz do mesmo TRT empregou naquele órgão 67 parentes.

Agora gato mesmo é o ex-presidente do TRT de São Paulo, Nicolau dos Santos Neto, (que, por sinal, é neto de um professor meu, da Universidade do Paraná, que dava aula de Direito Internacional Privado). O safado do Nicolau, que já está aposentado do TRT de São Paulo, andou fazendo um rolo de 230 milhões. Já pensaram?

Não parece que tá tudo doido?

Me cago de medo que coisas parecidas tenham ou estejam acontecendo por aqui. De positivo, por enquanto, só aquele caso da presidenta safada do TRT de Santa Catarina que fez xunxo num concurso público. Lembram? A merda é que a bandida ao invés de ir pra cadeia foi aposentada, mamando uma nota.

Por aqui, por ora, muito buxixo de juiz safado, aposentado como doido; construções de prédios de fórum, dadas de mão beijada pra parentes de magistrados. Por enquanto, só buxixo. De positivo mesmo, por enquanto, nos nossos judiciários, só nepotismo. Aos montes.

  •  
« Página AnteriorPróxima Página »