• Postado por Tiago

Na porta do bar, um bilhete deixado pela família convidava pro velório de Salim

O comerciante Osni Rafaeli Gomes, 50 anos, conhecido em Balneário Camboriú como Salim, foi morto sábado pela manhã com quatro tiros à queima-roupa. A polícia afirma já ter um suspeito do crime. Salim era dono de um bar que fica na rua 1001, na quadra entre as avenidas Brasil e Atlântica, no centro da cidade.

Salim abriu o bareco, como fazia todos os dias, às 9h da matina. Minutos depois um homem apareceu armado e meteu quatro balaços no comerciante. Um tiro acertou a cabeça, dois o braço direito e um a barriga. Ele morreu na hora.

O atirador fugiu no Celta preto, placa ANQ 8037. A polícia descobriu que o carro é roubado, tática usada comumente por assassinos profissionais.

Dentro do bar foi encontrado um revólver calibre 38, carregado, e uma caixa de munições, além de uma máquina de caça-níqueis tipo maleta. Também havia R$ 1600 e mais 140 dólares.

O delegado Jorge Schlosser disse ao DIARINHO que pretende conversar com parentes e amigos de Salim pra saber se ele estava metido em alguma bronca grande. O comerciante não tinha passagem pela polícia.

O polícial afirma que tem suspeitos, mas prefere não abrir o jogo pra não melar as investigações. O delegado diz acreditar que o assassinato foi motivado por acerto de contas e descarta a possibilidade de latrocínio, que é roubo seguido de morte, já que nada foi levado do bar.

O corpo de Salim foi encaminhado pra Lages, sua cidade Natal. O comerciante morava há aproximadamente 20 anos em Balneário Camboriú.

Ontem à tarde o DIARINHO foi até o bar do Salim. Um bilhete na porta de ferro, de autoria da família, convidava pro velório e enterro na Terra do Pinhão, Lages. Comerciantes da região não quiseram comentar o assunto.

  •  
  • Postado por Tiago

Um maluco mandou um policial militar em coma pro hospital. A agressão rolou ao meio-dia de sábado, durante um auê na Quinta avenida, no bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú. O malacabado jogou uma lajota na cabeça do cabo Adair. A polícia divulgou apenas as iniciais do agressor: A.S., 49 anos.

No relatório da PM consta que o cabo Adair foi chamado pra conter um homem que ameaçava populares com uma faca. Ao chegar, A. tentou fugir e acabou sistabacando num monte de lajotas. Foi quando pegou um dos blocos de concreto e arremessou contra o PM. Adair foi atingido na cabeça. Levado às pressas pro hospital, entrou em coma. Adair voltou à consciência somente ontem, mas continua na unidade de terapia intensiva.

O agressor foi preso e levado pra depê, onde continua enjaulado.

  •  
  • Postado por Tiago

A madrugada de ontem tava do jeito que o diabo gosta. Motoqueiros executaram duas pessoas no meio da rua. Valmir Ribeiro, 30 anos, teve a cabeça perfurada por um tirombaço no bairro Conde Vila Verde, em Camboriú. Maicon Caetano, 20, foi encontrado com quatro balaços na Interpraias, na vizinha Balneário Camboriú. A polícia suspeita que os dois crimes possam ter sido causados por acerto de contas.

No assassinato de Cambu testemunhas contaram à polícia que no comecinho da madruga de domingo Valmir caminhava pela rua Azaleia, pertinho da igreja assembleia de Deus, no Conde Vila Verde, quando dois homens se aproximaram numa moto. O caroneiro sacou uma arma e nem gastou muita munição. Acertou um tiro em Ademir, que caiu morto no quintal de uma casa.

O povão chamou a polícia Militar, que vasculhou o bairro atrás dos assassinos e nada de encontrá-los. A suspeita da polícia é de que o atirador seria do vizinho bairro Monte Alegre e resolveu cobrar uma dívida de Valmir no chumbo grosso. A polícia não soube informar se Valmir era gente boa ou se tinha ficha suja.

Bateu boca com o assassino

Era lá pelas 2h da madruga quando moradores das Laranjeiras avisaram a polícia Militar que escutaram tiros. Logo depois, PMs e bombeiros encontraram Maicon caído na pista da Interpraias. Ele estava com o braço, peito e o lombo cravados com balaços.

Sangrando muito, o jovem já estava quase apagadão e não conseguia falar muita coisa. Os vermelhinhos fizeram os primeiros socorros no local e levaram o gurizão em estado grave pro pronto-socorro do hospital Santa Inês.

Como a situação era crítica, Maicon foi transferido às pressas pra unidade de terapia intensiva (UTI). Apesar dos esforços médicos, o cara não guentou muito tempo e morreu ao raiar do dia.

A polícia encontrou uma testemunha do crime. Ela disse que Maicon estava na rua quando foi abordado por um motoqueiro. Os dois bateram boca por um tempo. O motoqueiro sacou um berro e mandou bala pra cima do jovem. Depois ligou a cabrita e saiu em disparada em direção ao bairro da Barra.

Prováveis acertos de contas

Os dois corpos foram parar no instituto Médico Legal (IML). Os técnicos do instituto Geral de Perícia (IGP) recolheram as balas usadas nas duas execuções. Os projéteis poderão identificar as armas de onde foram disparados os tiros e poderão ajudar a polícia nas investigações. A teoria da polícia é que as duas execuções foram motivadas por acerto de contas.

  •  
  • Postado por Tiago

Literalmente pegou fogo em Navegantes. Sérgio Soares, 32 anos, foi preso em flagrante lá pelas 10h de ontem, depois de chegar bebum em casa, dar umas porradas na mulher, tocar fogo num colchão e jogar a coitada sobre as chamas. O crime rolou na rua Raulindo Couto, no bairro Nossa Senhora das Graças.

Ana Paula Santos, 32 anos, teve queimaduras de primeiro e segundo graus nas costas e na coxa direita. Ela foi levada pelos bombeiros ao hospital dengo-dengo. Ontem à noitinha já foi liberada e passa bem.

A vizinhança foi quem acudiu Ana Paula, a tirou das chamas e chamou a polícia. Quando os milicos chegaram no local, o fogo do colchão já tinha sido apagado pelos vermelhinhos. Já o fogo de Sérgio foi apagado pelos homi e agora o malandro vai ficar enjaulado.

Já tem histórico de violência

A polícia Militar diz que Sérgio já tem ficha suja por homicídio e não é flor que se cheire. Essa não foi a primeira vez que ele tentou detonar uma mulher. Em 2008, Sérgio foi enquadrado na lei Maria da Penha. Sérgio e Ana Paula estavam juntos há oito meses.

  •  
  • Postado por Tiago

Jocélio Tobias, 37 anos, foi encontrado morto pela polícia Militar, por volta da meia-noite de sábado, na rua Maria Leondina Rodrigues, no bairro São Paulo, em Navega.

Os homisdalei receberam denuncias de que um cara havia sido esfaqueado. Ao chegarem no local, os tiras encontraram a vítima morta, caída na rua, com uma faca cravada no peito. Jocélio era natural de Caçador e já tinha passagem na comarca de Navegantes por furto.

  •  
  • Postado por Tiago

Eduardo Faustin, 18 anos, foi encontrado morto ontem de madrugada, perto do trapiche do molhe da barra sul, em Balneário Camboriú. Ele entrou na praia de Laranjeiras pra refrescar as ideias, mas sumiu no marzão de meu Deus.

Às 5h da madruga um pescador da região saía da boca da barra do rio Camboriú quando viu algo estranho boiando no mar. Ao se aproximar, percebeu que era um corpo e avisou os bombeiros e a polícia Militar.

O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) e os técnicos do instituto Geral de Perícias confirmaram que Eduardo morreu afogado. Ontem mesmo ele foi liberado pro velório no Rio Grande do Sul, onde morava.

O jovem gaúcho curtia o final de semana em Balneário Camboriú com alguns amigos. Pouco antes de ser encontrado no molhe da barra-sul, teria entrado no mar, na praia de Laranjeiras, que fica do outro lado do morro. Como não sabia nadar, afundou e não voltou mais.

Os bombeiros chegaram a ser chamados pra fazer as buscas, mas quando se preparavam pra colocar o barco de resgate na água foram informados pelo pescador que o corpo boiava perto do molhe da boca da barra.

  •  
  • Postado por Tiago

A bandidagem apavorou no sábado, em Camboriú. Rolaram dois assaltos na rua José Francisco Bernardes, no centro da cidade. O primeiro foi na hora do almoço, quando dois trastes armados roubaram quase R$ 20 mil de uma lotérica. À noitinha foi a vez do mercado Schmidt ser atacado por bandidos. A polícia desconfia que sejam os mesmos ladrões.

Era meio-dia quando dois caras maquinados entraram na lotérica e anunciaram o roubo. Apontaram o berro pra cabeça da funcionária J. C. C., 18 anos, e mandaram abrir o caixa. Parecendo conhecer bem o local, um dos assaltantes ainda disse que iria matá-la se ela não levantasse o pezinho e entregasse o resto do dindim que estava escondido no chão.

Os bandidos recolheram R$ 18 mil em dinheiro e simandaram correndo. Testemunhas contaram à polícia que os assaltantes entraram no Gol, placa 8993, e fugiram na direção da BR-101. A polícia não achou nem rastro dos suspeitos. Um dos ladrões era moreno, tinha aproximadamente 1,70m de altura e usava boné e óculos escuros pra esconder a cara. O outro era um nanico de 1,60, moreno, magro e tinha a maior cara de dimenor.

No mercado Schmidt

Lá pelas 20h, dois homens com a mesma descrição dos que atacaram a lotérica botaram o terror nos funcionários do mercado Schmidt. O pessoal fechava as portas quando os bandidos entraram com trabucos em punho. Renderam todos os funcionários e mandaram abrir a gavetinha dos caixas. Raparam todas as notas e moedinhas que haviam por lá. O proprietário do estabelecimento não soube precisar o tamanho do preju.

Os bandidos fugiram numa moto escura em direção ao colégio Agrícola. Também não foram achados pela polícia.

  •  
  • Postado por Tiago

O final de semana foi de tristeza pra família de José Carlos de Oliveira Fajardo, 21 anos. O coitado pilotava a moto CG 150, placa MDJ 7317 (Cocal do Sul/SC), quando tombou sozinho e morreu. José era natural de Torres, no Rio Grande do Sul, e morreu no km 119,7 da BR-101, próximo à ponte do rio Itajaí-mirim, em Itajaí. O acidente rolou um pouquinho antes da meia-noite de sexta-feira.

  •  
  • 06 fev 2010
  • Postado por Tiago

Um Bin Laden fajuto foi preso na tarde de ontem, na praia de Laranjeiras, em Balneário Camboriú. O traste tava escondendo 65 quilos da erva que passarinho não come e se ferrou. Foi pegá e agora vai mofar atrás das grades. Confira a matéria

  •  
  • Postado por Tiago

Pente-Fino

Presos ficaram no corredor durante a geralzona

As alas do seguro e da triagem do cadeião peixeiro passaram por uma operação pente-fino na manhã de ontem. Os policiais recolheram uma porrada de porcariada, mas drogas não foram encontradas.

A geralzona começou às 7h e durou três horas. Cerca de 30 policiais, entre carcereiros e militares, revistaram as 12 celas do seguro e da triagem do cadeião peixeiro. Nas jaulas foram apreendidos 12 aparelhos celulares, oito baterias de celular, sete espetos, seis talheres e três facas artesanais. Não foram encontradas drogas.

O diretor do presídio, Maurílio Antônio da Silva, explica que esta foi uma operação de rotina. ?O correto seria realizarmos essas operações a cada 30 dias, mas como fazia mais de 90 dias que não era feito, tava mais do que na hora?, conta.

Como a operação foi rápida, Maurílio diz que não houve manifestações ou até mesmo resistência por parte dos 515 bandidos que superlotam o cadeião, construído pra abrigar exatos 198 presos.

Se entregaram

Já no cadeião de Tijucas, os presos ficaram com medo de ganharem uma geral e resolveram silivrar da porcariada que andavam escondendo. Tudo começou quando os agentes prisionais descobriram um buraco, que tava sendo aberto pelos espertinhos que queriam siscapolir.

Os engaiolados sitocaram que iriam passar por um pente-fino, e jogaram uma renca de buchinhas recheadas de maconha pra fora das celas, nas galerias A e B. Ao todo, foram recolhidos 318 gramas de erva de capeta.

A droga foi levada pra depê, e o mandachuva do presídio registrou um boletim de ocorrência. Os donos das porcarias não foram identificados.

  •  
« Página AnteriorPróxima Página »