• Postado por Tiago

INTERNA-9-abre

Centro atendeu mais de 2 mil pessoas

A notícia que os peixeiros gostariam de ouvir finalmente se tornou realidade. Os casos suspeitos e confirmados da gripe porca se estabilizaram na cidade e a secretaria de saúde não vê mais a necessidade de manter aberta a central de atendimento montada no bairro São João. Na sexta-feira a unidade fecha as portas definitivamente e as consultas e orientações estarão disponíveis só nos postinhos de saúde.

A central de atendimento completa hoje um mês de funcionamento e mais de duas mil pessoas foram recebidas neste período. O local, que chegou a realizar mais de 250 consultas em um dia, hoje atende menos de 50 pessoas. Por causa da baixa procura, a secretaria de saúde decidiu fechar ainda nesta semana a unidade provisória.

Dos 46 atendimentos na terça-feira, só três apresentaram sintomas de gripe. Trinta pacientes estavam com infecções nas vias aéreas, quatro com amidalite, quatro com sinusite e uma com pneumonia, três retornaram pra reavaliação.

A secretária de saúde peixeira, Dalva Rhenius, disse que é um desperdício de profissionais manter equipes médicas no local pra atender um número tão baixo de pacientes. Os médicos e enfermeiros que foram deslocados pro bairro São João durante o mês de agosto voltarão pras seus postinhos de origem. A orientação ao povão que sentir os sintomas da gripe porca é procurar o posto de saúde mais próximo de casa durante o dia e a policlínica do bairro São Vicente no período da noite.

De acordo com o departamento de vigilância epidemiológica peixeiro, a cidade tem atualmente 12 casos confirmados de pessoas infectadas com o vírus H1N1 e mais 131 suspeitos, em que pacientes aguardam a chegada do resultado dos exames feitos com o recolhimento do ranho.

Redução da jornada

As unidades de saúde que ampliaram o horário de funcionamento por causa do grande número de casos de gripe suína voltam ao atendimento normal até o fim da semana. Na Univali, onde funciona o programa de saúde da família, as consultas são realizadas desde ontem só até às 19h e não mais até às 22h.

No postinho do bairro Jardim Esperança o atendimento estendido, também até às 22h, termina na próxima sexta-feira, dia 4 de setembro.

  •  

Deixe uma Resposta