• Postado por Tiago

Vanderlei dos Santos, 29 anos, o Charutinho, foi mandado pra terra dos pés juntos com três pipocos. O assassinato rolou pelas 20h30 de quinta-feira, na rua Monte Agulhas Negras, no bairro Monte Alegre. Esse foi o segundo assassianto registrado naquela região em dois dias.

Charutinho tava parado em frente a padaria São João quando um desconhecido montado numa motoca preta passou com a arma em punho e atirando. O traste largou pipoco pra tudo quanto é lado e não deu nem chance pra vítima.

Vanderlei levou três tirombaços na cabeça e morreu na hora. O corpo foi recolhido pra perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú.

O atirador fugiu logo depois do crime. A polícia militar foi chamada, realizou rondas, mas não encontrou nenhum suspeito.

Vanderlei era velho conhecido dos homisdalei. Ao lado do seu irmão, Pedrinho, o popular Charuto, colecionava passagens por furto, assaltos e estaria envolvido com o tráfico de drogas. A polícia trampa com a hipótese que o crime tenha sido motivado por bronca da bandidagem.

Segundo da semana

O assassinato de charutinho foi o segundo registrado em dois dias, em Camboriú. Na noite de quarta-feira, Ronyan de Oliveira, 25, morreu depois de levar quatro tirombaços na rua Monte Pamir, no bairro Conde Vila Verde, perto do local onde rolou o assassinato de Charutinho.

Na mesma noite, Evangelor de Oliveira, 23 anos, foi baleado na rua Guamirim, no bairro Tabuleiro. Apesar dos ferimentos na barriga e braço, foi levado com vida ao hospital Santa Inês.

  •  

Deixe uma Resposta