• Postado por Tiago

“Gostaríamos que o leitor que denunciou o empreendimentono São Roque, licenciado através da LAP/LAI Nº 022/2009 e AUA Nº 005/2009 e averbação de Reserva Legal de 20% correspondente a área, se identificasse e procurasse a FAMAI para esclarecer eventuais dúvidas, visto que o limite de atuação da FAMAI é a lei. O referido empreendimento fora devidamente licenciado e está aparado pela legislação em vigor. E a FAMAI está em constante monitoramento ambiental de todos os empreendimentos que são licenciados por está fundação. E se assim o desejar, o denunciante poderá procurar a FAMAI para  maiores esclarecimentos ou ainda questionar a legalidade do fato junto ao Ministério Público.”

Ass: Nilton Dauer, superintendente da Famai e Jonas José Pereira, diretor de licenciamento e fiscalização ambiental da fundação

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta