• Postado por Tiago

A chefona da Organização Mundial da Família, a WFO, Deise Noeli Weber Kusztra, responsável pela construção do polêmico hospital Ruth Cardoso, de Balneário Camboriú, tá sendo apontada como uma baita caloteira. Ela taria com dois processos no lombo por estelionato. É acusada de desviar grana de quando tava à frente de uma associação do Paraná e ainda de desaparecer com R$ 6 milhões da construção de um hospital em Sergipe, em Pernambuco.

Deise terá que acertar as contas com a justa de Curitiba com relação a um processo de 2004. Pela acusação, a mulé teria desaparecido com R$ 592 mil em cheques quando era diretora geral de uma tal de associação Sazza Lates, que oferece criação de fontes de renda pro povão. A atual mandachuva da WFO por aqui encabeçou a entidade filantrópica de 87 até 2000. A denúncia partiu de Paulo Azzolini, o cara que assumiu o posto no lugar dela logo em seguida.

Além desse bafão, Deise também é acusada de desaparecer com R$ 6 milhões da obra de um hospital que foi construído em Sergipe. Pelas acusações, em 2003, quando já tava a frente da WFO por aqui, encabeçou a construção da unidade de saúde pros lados de lá do Nordeste, igual como rola agora em Balneário. No entanto, por lá, a prestação de contas não teria sido em dia e parte da verba da construção teria sumido.

O assunto veio à tona semana passada depois que o governador de São Paulo, o tucano José Serra, foi até Paris pra ganhar um prêmio de trampo pela saúde na sede da WFO. Jornalistas de Sampa começaram a mexer os pauzinhos e desenterraram os podres da mandachuva da organização por aqui.

O vereador da oposição, Fabrício Oliveira (PSDB), ficou sabendo do bafafá pela internet e tratou de ligar pra Deise. Na defesa da mulé, afirma que tem visto que a prestação de contas do hospital tá em dia. “O município notificou ela um tempo atrás, mas ela já encaminhou (a prestação de contas) e encaminha agora novamente”, garantiu.

Fabrício afirma que tá sendo solicitada novamente à chefona da WFO a prestação de contas da obra do hospital municipal. “Por enquanto, quem está devendo ao hospital é o município. Porque lá dentro, que era função da WFO, ele tá pronto”, alfinetou.

  •  

Uma Resposta to “Chefona da WFO é acusada de trambicagem”

  1. cambc Diz:

    Pois….pois… como diz o Portuga… mas como Alemão Brasileiro uso a frase brasileira que diz aonde á fumaça à fogo, então alguma coisa já esta fedendo a muito tempo… e Mais foi o próprio José Sera, Ex- Candidato a Presidência que descubriu esta podridão, com a palavra alguns Órgão de Imprensa LOCAL, aos quais solicita-se que cumpram o seu papel de Imprensa Investigativa e e não se acomodem apenas sobre RELEASES que lhes são encaminhados… Façam Juz ao seu Titulo de IMPRENSA e busquem a verdade an tes de ficarem acusado Munícipes NOSSOS tido como pessoas sérias da Sociedade….
    Principalmente alguns Politicos daqui que se encontram e Cristaleiras e ficam jogando pedras….
    SDS
    Carlos Dickmann – Cidadão Praiano…

Deixe uma Resposta