• Postado por Tiago

O diretor administrativo do sindicato dos Motoristas de Itajaí, Carlos César Pereira, era uma dos chegados do falecido e conversou com o empresário pela última vez na terça-feira. “Ele estava bem. Não reclamou de nada. Inclusive ainda comentou comigo que na quarta-feira iria viajar pro sul do estado”, conta.

César conhecia Rizzi desde a sua chagada a Itajaí, há 25 anos. O sindicalista lembrou que o empresário sempre foi muito caseiro e chegado à família. Mesmo tendo uma cara de poucos amigos, César diz que Sérgio Rizzi tinha o coração mole e tava sempre disposto a ajudar quem precisasse.

O sindicalista também rasgou seda e destacou a honestidade do empresário. “Eu nunca precisei assinar contrato com o Rizzi. Mesmo ele fechando um mau negócio, ele sempre honrava com a sua palavra”, conta.

Na associação Empresarial de Itajaí (ACII), o clima também era de luto ontem. Rizzi fez parte dos conselhos da associação por mais de 10 anos. Em solidariedade à família, o evento de recepção dos novos associados da entidade, marcado pra hoje, foi adiado pra semana que vem. “A gente ficou surpreso pela morte inesperada. Estamos muito tristes e lamentamos. É uma perda muito grande pra Itajaí. Rizzi era um grande empresário”, disse Marco Aurélio Seára Júnior, presidente da ACII.

  •  

Deixe uma Resposta