• Postado por Tiago

Acabou o mistério que cercava a morte do turista chinês Tang Ming Siung, 69 anos, que foi pro além depois de ter sido atingido por uma patrola da prefa de Balneário Camboriú, quando corria na areia da praia, na segunda-feira. Os peritos analisaram o corpo e concluíram que a causa da morte foi mesmo o atropelamento.

O acidente rolou por volta das 6h, na altura da 2400. Os barnabés tampavam os buracos da praia, usando a patrola, quando deram uma ré e acertaram Tang. Eles falaram à polícia que não perceberam a presença do chinês, e só viram o que tinha rolado quando ele já tava caído na areia. Tang foi socorrido, mas não resistiu e morreu menos de uma hora depois no hospital Santa Inês.

Como a família queria que o vovô fosse cremado, e isso geralmente não é permitido em casos de mortes violentas, já que a dona justa pode querer desenterrar o corpo pra tirar alguma dúvida, foi preciso dois laudos comprovando a causa. Os peritos concluíram que o chinês morreu por conta de quatro costelas quebradas, que perfuraram os órgãos internos e provocaram uma hemorragia. Os ferimentos rolaram quando a patrola bateu no vovô. A monstrenga não chegou a passar por cima dele.

Depois que os laudos dos peritos foram entregues, ontem à tarde, a dona justa liberou a cremação. A cerimônia tava marcada pra rolar ainda durante a noite, no crematório da Maravilha do Atlântico.

  •  

Deixe uma Resposta