• Postado por Tiago

O Santa Inês, na Maravilha do Atlântico, voltou a sofrer com a chuvarada. Ontem a lama que desceu das obras de contenção do morro que fica atrás do hospital entupiu um cano, e quatro leitos da maternidade precisaram ser esvaziados. Pra completar, uma calha rompeu em cima da enfermaria feminina e a muierada teve que ser transferida às pressas pra outras alas. O hospital reduziu as internações e suspendeu todas as cirurgias que não são de emergência até sexta-feira.

Não foi preciso deixar de receber os doentes, mas diminuiu o número de leitos disponíveis. “Ainda temos capacidade, mas tivemos que baixar em 10% as internações”, disse o mandachuva do Santa Inês, dotô Eroni Foresti.

Ao todo, 16 leitos foram desativados temporariamente. “Não teve nada de grave, mas isolamos parte da maternidade e a ala feminina por precaução. Já estão sendo feitos reparos e acredito que se parar de chover, até sexta-feira vai estar tudo resolvido”, comentou o chefão.

Eroni não acredita que o hospital possa voltar a passar pelo mesmo perrengue que rolou no mês de março, quando o lamaçal invadiu os corredores e os pacientes foram botados pra correr. “Aquele problema tá resolvido”, garantiu o dotô.

  •  

Deixe uma Resposta