• Postado por Tiago

g---ciclistas-de-itajai.jpg

Ciclistas andam no meio da rua por falta de ciclovia

Os cerca de 15 mil ciclistas de Itajaí terão que esperar até 2014 pra andar na nova rede de ciclovia da cidade, projetada pra ter 47 quilômetros de extensão. Hoje, o povão que usa as magrelas como meio de transporte tem apenas 13 quilômetros de ciclofaixas pra pedalar em segurança. A estimativa é que sejam gastos dois milhões de dólares pra construção da obra, que correspondem a mazomêno uns R$ 3,7 milhões.

Rogério Benitez, secretário de Planejamento e Orçamento da prefa, informou ao DIARINHO que projeto já foi aprovado pelos técnicos da pasta e já ganhou o aval do prefeito Jandir Bellini (PP). ?O projeto foi encaminhado em setembro do ano passado. Estamos em negociação com Brasília. A parte técnica já foi feita, agora vem à parte burocrática?, disse.

Mas a questão é mais complicada e mais demorada do que parece. O chefão da secretaria de Planejamento agendou, pra março, uma reunião com os bambambãs do tesouro Nacional pra tratar da negociação com o banco Internacional de Desenvolvimento (BID).

Depois do conversê com os engravatados do BID, o projeto vai pra Washington (EUA), volta pro senado brasileiro e passa pelo crivo dos sizudos da procuradoria Geral da República antes de ser liberado de vez. ?Queremos estar com o contrato assinado e começar as obras até o final do ano. A nossa projeção é que em três anos a nova ciclovia esteja pronta?, afirma Benitez.

Pro secretário, Itajaí tem poucas ciclovias pra tanta zica. Por isso, os 34 quilômetros de faixas especiais pros ciclistas, que serão feitos, permitirão que os ziqueiros pedalem por praticamente toda a cidade. ?O que tem hoje é muito pouco, mas com o término da obra, os ciclistas poderão andar seguramente por toda a cidade?, completa.

O mapa das ciclovias

Hoje, a city tem apenas quatro ruas e duas avenidas com ciclofaixas. As ruas são: a Heitor Liberato, que vai do centro até o São Judas; a Odílio Garcia, nos Cordeiros; a Blumenau, no bairro São João; a Pedro Rangel, também no São João; e na quadra entre a rua José Pereira Liberato e a ponte com o São Vicente. A Nilo Simas, no Cidade Nova, e a Nilo Bittencourt, no São Viça, são as duas avenidas com ciclovias.

As novas rotas projetadas pro ciclista poder andar em segurança, diz Benitez, ficam nas ruas Indaial, entre o São João e o Dom Bosco; a José Eugênio Muller, da Vila Operária ao bairro Dom Bosco; a rua Tijucas, no centro; a José Quirino, no São João; a Aleixo Maba, na Barra do Rio; a Gustavo Bernedt, no loteamento Abdón Fóes; a rua Arquiteto Nilson Edson dos Santos, no São Viça; e a Francisco Reis, nos Cordeiros.

Quatro avenidas da cidade também receberão as ciclovias: a Ministro Luiz Gallotti, a Transilvânia (Adolfo Konder), a Campos Novos e a Caninana (Reinaldo Schmithausen).

  •  

Deixe uma Resposta