• Postado por Tiago

INTERNA-BAIXO-PAG-22---s---jogadores-brasil-rezando---divulgação

Atletas podem começar a pedir ajuda pra todos os santos

Os 97 municípios participantes da 49ª edição dos Jasc podem ficar tranquilos, porque a paz deve reinar lá pros lados de Chapecó. Pelo menos é o que se espera em jogos envolvendo 13 cidades que muitas vezes são mais conhecidas por seus nomes do que por seu rendimento esportivo. Neste ano, nada menos do que 12 municípios carregam as palavras ?santo? ou ?são? no nome, casos de Santo Amaro da Imperatriz, São Bento do Sul, São Carlos, São Francisco do Sul, São João do Oeste, São João Itaperiú, São Joaquim, São José, São Lourenço do Oeste, São Ludgero, São Miguel do Oeste e São Pedro de Alcântara.

Além dessas cidades, a delegação de Nova Trento, local da santa Paulina, também vai deixar batinas e terços de lado pra dar o máximo nos jogos abertos. Muito tradicional na região oeste do estado, a bocha feminina é a modalidade com o maior número de cidades santas, com São Carlos, São Miguel do Oeste, São Bento do Sul e São José, sendo que as três últimas caíram no mesmo grupo da primeira fase. Com isso, três clássicos santos vão rolar logo no primeiro dia de jogos, amanhã.

O segundo esporte que mais vai ter ?atletas religiosos? é o tênis de mesa, na categoria masculino, com São Bento do Sul, São Miguel do Oeste, que promete incomodar no futsal, e São Francisco do Sul. Todas vão tentar desbancar Hugo Hoyama, medalha de ouro no Pan do Rio de Janeiro, em 2007, que vai competir pela city anfitriã dos Jasc. Ao que tudo indica, as delegações dos santos vão ter que rezar muito pra conseguir alguma medalha em Chapecó.

  •  

Deixe uma Resposta