• Postado por Tiago

INTERNA_abre_altermir-gregolin_-foto-rubens-flores-23jun09-(1)

Pingolin liberou a grana

O ministro Altemir Pingolin, da Pesca, inaugura hoje o laboratório de melhoramento genético de peixes da estação experimental da Epagri de Itajaí, que fica na estrada que leva a Brusque. O salamaleque tá marcado pra acontecer às 10h30 da manhã. O ministério da Pesca desembolsou aproximadamente 250 mil pra experimentos principalmente com tilápias, um peixe de água doce que já representa metade da produção estadual de piscicultura, que este ano deve chegar a 28 mil toneladas.

Na prática, o laboratório já está funcionando há dois meses. Os sabichões da Epagri estão fazendo cruzamentos com oito famílias da espécie conhecida como tilápia do Nilo. Cada família tem 100 indivíduos descendentes de peixes que durante 15 anos sofreram modificações genéticas na Ásia.

A ideia, explica o engenheiro agrônomo Henrique Boeira Attel, é desenvolver peixes com menor tempo de crescimento, maior ganho de peso e menos consumo de ração. Para se ter uma noção da importância da pesquisa para os produtores, na linhagem anterior a relação entre consumo de ração e peso do peixe era de 1,8 quilo de ração para cada quilo do peixe. Hoje, com as modificações, basta 1,3 quilo de comida pro escamoso engordar um quilinho a mais. A ração é o insumo que mais pesa no custo da produção.

A partir do segundo semestre do ano que vem, os donos de pesque-pagues e piscicultores do estado já terão à disposição filhotinhos, conhecidos como alevinos, modificados geneticamente. ?Mas essa é uma pesquisa a longo prazo?, ressalta o pesquisador da Epagri.

À tarde, o ministro estará em Floripa inaugurando o núcleo de enfermidades aquícolas e o laboratório de piscicultura marinha da universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

  •  

Deixe uma Resposta